Diretor compara Ganso a estrelas e diz que meia não preocupa no São Paulo

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Para João Paulo de Jesus Lopes, jogadores se parece com ídolos como Gerson, Pita ou Ademir da Guia, que tinham muita qualidade, mas não eram velozes

Gazeta Press
São Paulo não se preocupa e espera Ganso bem adaptado nesta temporada

O meia Paulo Henrique Ganso admitiu que ainda espera fazer um grande jogo pelo São Paulo. Mas a diretoria do Tricolor não está preocupada com o tempo que o atleta necessita para se encaixar ao clube. O vice-presidente de futebol, João Paulo de Jesus Lopes, demonstra convicção no sucesso do jogador e elogia suas recentes atuações.

Quando Ganso vai brilhar no São Paulo? Comente

"O trabalho dele está sendo feito com precisão, não erra um passe. Naquele jogo em que quase fez o gol contra o Atlético-MG, o chute dele foi preciso, buscando o canto. Ele está se ajustando, pois o esquema do São Paulo é completamente diferente do Santos. Está se recuperando fisicamente e taticamente. Não tenho nenhuma preocupação em relação ao Ganso", afirmou.

O meia custou R$ 23,9 milhões ao São Paulo, que conseguiu tirá-lo do Santos em setembro do ano passado. Apesar de ainda não ter conseguido repetir pelo Tricolor as atuações que teve pelo Peixe, o jogador é comparado por Jesus Lopes a antigas estrelas do futebol nacional.

"Acho que o estilo do Ganso é de jogadores assim, como Gerson e Pita, que jogaram aqui. O futebol paulista ainda teve Ademir da Guia (no Palmeiras), Ailton Lira no Santos... São jogadores de muita qualidade e que não eram velocistas. Estão cobrando do Ganso uma coisa que não é estilo dele", ponderou.

Titular na vitória contra o São Caetano, o meio-campista disputou até agora 14 partidas pelo time, com dois gols. A avaliação da comissão técnica é de que o atleta está em evolução. Jesus Lopes, por sua vez, acredita que a equipe toda ainda se ajusta neste ano.

"Nosso período de pré-temporada foi apertado. Mas estamos em condições muito boas nas duas competições. No Paulista, temos uma partida a menos e somos vice-líderes. Na Libertadores, o jogo em Minas era de muita dificuldade e poderíamos ter voltado com um empate. O balanço é de que o São Paulo está se saindo bem", concluiu.

O Tricolor teve de acelerar os trabalhos no início de 2013 por conta da disputa da pré-Libertadores, quando se classificou diante do Bolívar. Já na fase de grupos, a equipe disputou até agora apenas uma partida, a derrota para o Galo no Independência.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas