"O mais importante é que os jogadores gostam dele. Se você perguntar quem eles desejam no comando do time na próxima temporada, eles dirão Mancini", avaliou o atacante

Atleta do Manchester City entre 2013 e o início deste ano, o atacante Mario Balotelli viveu altos e baixos sob o comando do treinador Roberto Mancini no clube inglês. Agora atuando pelo Milan, clube que o contratou por 20 milhões de euros (cerca de R$52,1 milhões), o centroavante defendeu a permanência de seu compatriota como técnico da equipe britânica, que tem tido resultados modestos nesta temporada.

Balotelli agora é jogador do Milan
AP
Balotelli agora é jogador do Milan

"Não há ninguém melhor do que ele para o City. O mais importante é que os jogadores gostam dele. Se você perguntar quem eles desejam no comando do time na próxima temporada, eles dirão Mancini. Ele não é apenas um treinador, mas também um amigo", explicou.

Mancini chegou ao Manchester City após treinar a Internazionale entre 2004 e 2008. O treinador italiano, comandando um elenco com jogadores como Aguero, Balotelli, Dzeko e David Silva, conquistou a Copa da Inglaterra, Supercopa da Inglaterra e Campeonato Inglês desde sua chegada ao clube. Devido ao desempenho vitorioso, o técnico acertou renovação contratual no último ano, estendendo o vínculo até 2017 e recebendo 7,5 milhões de euros por temporada (cerca de R$19,5 milhões).

Entretanto, pelo segundo ano consecutivo, o Manchester City foi eliminando ainda na fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa. Além disso, os atuais campeões tem poucas chances de levantar novamente o troféu do Campeonato Inglês, já que precisar reverter desvantagem de 12 pontos (65 a 53) em relação ao líder, Manchester United, nas últimas 12 rodadas. Com isto, a possível saída de Mancini começou a ser especulada pela imprensa britânica.

"Observem o sucesso que Mancini teve no Manchester City. Conquistou uma Copa da Inglaterra e o primeiro campeonato nacional do clube em 40 anos. Nem Alex Ferguson (técnico do Manchester United) ganha títulos todos os anos", encerrou Balotelli.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.