Morte de torcedor do San José pode excluir o Corinthians da Libertadores

Por O Dia |

compartilhe

Tamanho do texto

Código Disciplinar da Conmebol condena comportamento indevido de torcedores, mas processo depende de denúncia por parte do San José

Após o jogo de estreia do Corinthians na Libertadores, o técnico Tite disse com a voz embargada que "trocaria o título mundial pela vida do menino" que foi atingido por um rojão no Estádio Jesús Bermudez, e acabou morrendo. Não chega a tanto, mas o clube paulista pode sofrer séria punição, caso se comprove a denúncia de policiais de que o sinalizador foi lançado pela torcida corintiana e, é claro, se cumpra à risca a nova regulamentação da Conmebol.

Corinthians lamenta morte de torcedor boliviano e jogará de luto em dois jogos

Leandro Oliveira, que esteve preso em Oruro e participou da briga no domingo, é o primeiro da esquerda para a direita. Foto: Daniel Rodrigo/ReutersKevin Douglas Beltran Espada, torcedor do San José morto por um artefato explosivo no jogo contra o Corinthians. Foto: Reprodução/FacebookCorintianos posam para fotos com bolivianos em presídio de Oruro, onde estão presos desde 20 de fevereiro. Foto: Daniel Rodrigo/ReutersOs 12 corintianos presos em Oruro. Eles são investigados pela morte de Kevin Beltrán Espada durante a partida entre Corinthians e San José. Foto: Daniel Rodrigo/ReutersMenor chega à Vara da Infância em Guarulhos. Foto: Gazeta PressJogadores de Corinthians e Bragantino respeitam um minuto de silêncio em homenagem ao garoto boliviano morto na quarta-feira. Foto: Gazeta PressOs torcedores corintianos foram transferidos para um presídio de Oruro. Foto: APCorpo do garoto Kevin Espada foi enterrado no sábado na cidade de Cochabamba. Foto: APFabio Santos defende que o Corinthians saia da Libertadores se tiver a certeza que isso acabará com a violência nos campos. Foto: Gazeta PressTorcida do San José usou fogo nas arquibancadas para apoiar o time contra o Corinthians. Foto: ReutersGuerrero e Ralf no Corinthians. Foto: APPoliciais são vistos nas arquibancadas de estádio de Oruro durante partida San Jose x Corinthians. Foto: APSaucedo comemora o gol de empate do San José contra o Corinthians. Foto: ReutersO atacante Jorge Henrique tenta passar pela marcação do San José em jogo da Libertadores na Bolívia. Foto: ReutersTite comanda Corinthians no empate com o San Jose na estreia na Libertadores. Foto: APEmerson e Jorge Henrique usam máscaras de oxigênio antes da partida do Corinthians contra o San José, em Oruro, a mais de 3.700m de altitude. Foto: Reprodução/InstagramRomarinho chega à Bolívia para a estreia do Corinthians na Libertadores. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Nesse caso, o Corinthians pode ser excluído do atual torneio e mesmo de Liberadores futuras, em período a ser determinado pela Conmebol. O Artigo 18 do novo Código Disciplinar é bem claro nesse sentido. Diz que os clubes podem ser punidos em razão de comportamento indevido de sua torcida.

Polícia divulga nomes de corintianos detidos após morte de garoto de 14 anos

A punição, dependendo da gravidade, vai de perda de pontos até a exclusão da competição em questão. O processo, no entanto, depende da denúncia por parte do San José para que a Conmebol tome providências, o que ainda não foi feito.

A tragédia no Jesús Bermudez, em Oruro, na Bolívia, ocorreu logo após o gol do Corinthians, na partida que terminaria empatada em 1 a 1.

Tite diz que trocaria título mundial pela vida de torcedor boliviano

O rojão atingiu um dos olhos do adolescente Kevin Douglas Beltrán Espada, de 14 anos, que não resistiu e morreu, causando a revolta da torcida do San José. A situação ficou tensa a ponto de seguranças do estádio optarem por retirar dos camarotes integrantes da diretoria corintiana.

A suspeita de que o rojão partiu dos torcedores do Timão se baseia em declarações dos próprios policiais que trabalhavam no local.

Edu Gaspar chora e lembra morte de irmã após tragédia em Oruro

O assunto vai ser averiguado com imagens de TV, sendo que testemunhas também serão ouvidas. Alguns torcedores do Corinthians foram detidos e ainda se encontram na Bolívia.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas