Alvo das manifestações de protesto dos torcedores do Santos, meia do São Paulo condena atitude dos ex-fãs

O meia Paulo Henrique Ganso concordou com a punição que o Tribunal de Justiça Desportiva paulista aplicou à Vila Belmiro, com a perda de um mando de campo. Alvo de moedas atiradas por santistas no clássico do dia 3 de fevereiro, o jogador do São Paulo voltou a condenar a atitude de seus ex-fãs.

Você concorda com a punição ao Santos pelo episódio das moedas? Opine

"Pegou um jogo? Está bom, achava que poderia ser mais... Estou brincando", afirmou o atleta, com um sorriso tímido, depois de sua entrevista coletiva. Em seguida, o jogador decidiu falar sério. "Tinha de ser punido, porque não podem fazer isso comigo e nem com outro jogador".

O clássico disputado no início do mês marcou o reencontro entre Ganso e seu ex-clube. Inconformada com a troca de equipe do meia (em transação de R$ 23,9 milhões), a torcida santista foi bastante hostil ao jogador do São Paulo, vaiando desde que entrou em campo.

Além disso, Ganso ainda foi atingido por moedas, que acertaram também o atacante Luis Fabiano. Na época, o meia deixou o gramado com uma dúvida. "Será que vão ser punidos?", questionou, quase em uma previsão do que aconteceria nos tribunais.

A punição imposta pelo TJD-SP impossibilitará o Santos de receber o clássico contra o Corinthians na Vila Belmiro. O jogo está agendado para 3 de março, ainda sem local definido.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.