Balanço da entidade máxima do futebol brasileiro é bastante confortável, com lucro milionário, enquanto outras federações pelo Brasil sofrem com endividamento e prejuízos

José Maria Marin, presidente da CBF, entidade que mais fatura no Brasil
Futura Press
José Maria Marin, presidente da CBF, entidade que mais fatura no Brasil

Um estudo feito pela Pluri Consultoria mostra que a CBF teve um balanço financeiro excepcional em 2011, tanto pelo porte quanto pela confortável situação de liquidez, enquanto que nas federações estaduais há poucos casos de boa situação financeira, como a de São Paulo e a do Rio Grande do Sul, e uma grande maioria em condições muito negativas.

E mais: Fluminense assume primeiro lugar no Ranking de Clubes da CBF

Foram analisados os balanços da CBF e de 21 das 27 federações de futebol do País que disponibilizaram suas informações nos próprios sites. Os números mostram um faturamento total, juntando todas as entidades analisadas, de R$ 392,3 milhões e lucro líquido de R$ 80,5 milhões, fechando o ano com patrimônio líquido de R$ 349,1 milhões e sem endividamento líquido, sendo credores no valor de R$ 130,9 milhões.

O que você acha do faturamento da CBF? Comente e opine na notícia

Sozinha, a CBF teve no ano de 2011 um faturamento de R$ 313,4 milhões (80% do total) e lucro líquido de R$ 73,6 milhões (91% do total), fechando o ano com patrimônio líquido de R$ 258,4 milhões (74% do total) e também sem endividamento líquido, sendo credora no valor de R$ 177,1 milhões.

Confira o top 5 dos principais itens analisados :

As 5 maiores por receitas

Federação Em milhões de R$ % do total
CBF 313,437 79,9%
São Paulo 25,724 6,6%
Rio de Janeiro 11,793 3,1%
Rio Grande do Sul 8,407 2,1%
Paraná 4,635 1,2%


As 5 menores por receitas

Federação Em milhões de R$ % do total
Rondônia 0,768 0,2%
Amazonas 0,682 0,2%
Tocantins 0,633 0,2%
Piauí 0,272 0,1%
Maranhão 0,261 0,1%


As 5 maiores por lucro (valores líquidos)

Federação Em milhões de R$ % do total
CBF 73,619 91,4%
Rio Grande do Sul 3,284 4,1%
Paraná 1,399 1,7%
Pernambuco 0,899 1,1%
São Paulo 0,823 1%


As 5 de maior prejuízo (valores líquidos)

Federação Em milhões de R$ % do total
Alagoas -0,445 -0,6%
Ceará -0,218 -0,3%
Pará -0,99 -0,1%
Piauí -0,98 -0,1%
Mato Grosso do Sul -0,79 -0,1%


As 5 maiores credoras (valores líquidos)

Federação Em milhões de R$ % do total
CBF 177,142 135,4%
São Paulo 14,058 10,7%
Rio Grande do Sul 13,968 10,7%
Pernambuco 2,526 1,9%
Bahia 1,303 1%


As 5 mais endividadas (valores líquidos)

Federação Em milhões de R$ % do total
Paraná -59,269 -45,3%
Rio de Janeiro -8,893 -6,8%
Alagoas -3,801 -2,9%
Santa Catarina -3,325 -2,5%
Ceará -1,420 -1,1%


As 5 maiores por patrimônio líquido

Federação Em milhões de R$ % do total
CBF 258,440 74%
São Paulo 31,210 8,9%
Paraná 20,756 5,9%
Rio de Janeiro 17,487 5%
Rio Grande do Sul 15,579 4,5%


As 5 menores por patrimônio líquido

Federação Em milhões de R$ % do total
Alagoas -3,618 -1%
Ceará -1.162 -0,3%
Goiás -0,605 -0,2%
Mato Grosso do Sul -0,552 -0,2%
Santa Catarina -0,338 -0,1%


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.