Jefferson assegura que discussão com Seedorf ficou apenas no gramado

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Ao ser questionado sobre o que o holandês tinha pedido durante a discussão no gramado, o arqueiro bradou contra a postura de seu companheiro

A derrota do Botafogo neste domingo só não chamou mais atenção do que a discussão entre o goleiro Jefferson e o holandês Seedorf durante o primeiro tempo do clássico com o Flamengo. O time alvinegro já perdia por 1 a 0 quando o veterano se irritou com um chutão do arqueiro em direção ao ataque. O camisa 1 chegou até a responder asperamente, mas assegurou que tudo não passou de um desentendimento dentro de campo.

Agif
Jefferson, goleiro do Botafogo

"Normal, foi um lance de jogo, deixa rolar. Desceu para o vestiário, acabou. Dentro de campo as coisas são mais quentes e todo mundo quer vencer", afirmou o goleiro após o término do confronto. O posicionamento comedido do jogador, porém, não foi o mesmo visto durante o intervalo da partida. Ao se encaminhar para os vestiários, Jefferson mostrou clara insatisfação com as cobranças feitas por Seedorf.

Ao ser questionado sobre o que o holandês tinha pedido durante a discussão no gramado, o arqueiro bradou contra a postura de seu companheiro. "Ele não tem que querer nada. Quem quer é o Oswaldo (de Oliveira, técnico). A gente faz o que pode lá atrás e só vai sair jogando se tiver condições para isso", argumentou Jefferson.

Com a derrota no clássico deste domingo, o Botafogo perdeu a chance de conseguir a sua classificação antecipada para as semifinais da Taça Guanabara. Mesmo assim, o Glorioso continua como líder do Grupo B do torneio estadual e deverá vencer o Boavista na próxima rodada para não deixar esse primeiro lugar escapar.

Leia tudo sobre: BotafogoSeedorfJeffersonCarioca 2013

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas