Meia do São Paulo entende que gol diante do Ituano será fundamental para que ele recuperar a confiança

O meia Paulo Henrique Ganso é cumprimentado por Oswaldo, após marcar o gol da vitória do São Paulo
Divulgação/SPFC
O meia Paulo Henrique Ganso é cumprimentado por Oswaldo, após marcar o gol da vitória do São Paulo

O meia Paulo Henrique Ganso começou a partida contra o Ituano no banco de reservas, mas terminou o jogo como o herói da vitória do São Paulo por 3 a 2. Substituto de Aloísio durante o segundo tempo, o meia marcou de cabeça, no fim do confronto, o gol que garantiu o triunfo.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Isso me dá mais confiança. Armador tem de entrar na área mesmo e foi o que fiz. Todo jogador do São Paulo vai ter oportunidade de mostrar seu trabalho em campo e espero mostrar sempre que puder", afirmou.

Reserva imediato de Jadson, que atuou a partida inteira e também marcou um gol, Ganso acha possível atuar ao lado do colega. "Dá para jogar junto, até pela qualidade do Jadson. No momento certo, vamos jogar juntos para dar alegria à torcida".

Veja também: Em festa de Ganso, Jadson vira artilheiro e consolida posição no São Paulo

O gol do meia salvou o Tricolor no estádio do Morumbi e livrou também o goleiro Rogério Ceni de deixar o jogo como vilão, pois o capitão falhou no primeiro gol do adversário.

"O Rogério agradeceu pelo gol que eu fiz, mas todos estão de parabéns também. O grupo está muito unido e isso é importante, estou entrando aos poucos na equipe, vou crescendo", completou.

* Com Gazeta Esportiva

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.