Rivais duelam neste domingo em clássico válido pelo Campeonato Paulista

Às 16 horas (de Brasília) deste domingo, o Pacaembu sediará um dos Derbys com maior oposição entre os rivais. Se o Corinthians, mandante do clássico, ainda segue contagiado pelos títulos da Copa Libertadores da América e do Mundial de Clubes do ano passado, o Palmeiras continua ressentido pelo rebaixamento no Campeonato Brasileiro de 2012. A maneira como cada um lidará com o seu momento deverá decidir o confronto.

E mais: Com nove reforços, diretoria do Palmeiras começará a cobrar resultados de Kleina

Gilson Kleina, técnico do Palmeiras
Gazeta Press
Gilson Kleina, técnico do Palmeiras

Ciente de que o excesso de confiança é perigoso, o técnico Tite se preocupou durante toda a semana em mostrar respeito ao Palmeiras. "É claro que somos favoritos no papel e no momento de reestruturação da equipe, mas isso não conta na hora em que a bola rola. Não estamos fugindo da nossa responsabilidade. Só que nada disso entra em campo", bradou o comandante.

Do outro lado, Gilson Kleina adotou a mesma estratégia e elogiou o time de Tite. "O momento do Corinthians é ímpar. Qualquer adversário que o enfrenta hoje sabe que pega um entrosamento longo e uma base forte, que se reforçou. Teremos que nos superar", admitiu, pedindo, porém, que seus comandados não se sintam inferiorizados. "Não devemos achar que o negócio é só marcar."

Para animar um pouco mais o Palmeiras, a equipe estreou na Libertadores com vitória por 2 a 1 sobre o peruano Sporting Cristal, na quinta-feira. E ganhou confiança. "Temos que viver essa vitória até o jogo, sem achar que estamos empolgados. Precisamos trabalhar com os pés no chão, mas competir. Se não competirmos, vai complicar muito", disse Kleina.

Já o Corinthians ainda não estreou na Libertadores. O confronto com o Palmeiras será o último teste dos titulares antes da partida contra o boliviano San José, fora de casa, na próxima quarta-feira. "Treino de luxo? Não, não. Será muito difícil", sorriu o zagueiro Gil, que disputará o seu primeiro clássico como corintiano.

O discurso de Gil é ensaiado pelos jogadores do Corinthians. Tite não admite menosprezo ao rival por parte de nenhum dos seus comandados. Nem mesmo a estreia na Libertadores é encarada como prioridade por ele. "É verdade que o jogo com o San José vem na sequência, mas uma coisa está ligada a outra. Precisamos construir resultados", afirmou.

Cássio está de volta ao gol do Corinthians
Alan Morici / Ag. O Dia
Cássio está de volta ao gol do Corinthians

Como prova do que diz, Tite não poupou ninguém da partida contra o Palmeiras. O Corinthians terá apenas uma novidade em sua escalação para o clássico. O goleiro Cássio finalmente está recuperado de lesão no ombro esquerdo e disputará o seu primeiro jogo na temporada. "Ainda estou um pouquinho abaixo tecnicamente, mas me sinto preparado", avisou. Já o astro Alexandre Pato seguirá como opção no banco de reservas.

Por sua vez, Gilson Kleina dificilmente mexerá no time que tem Weldinho e Marcelo Oliveira (ambos ex-corintianos) nas laterais e o zagueiro Vilson improvisado como volante. Na frente, deve ser mantida a experiência com Souza, Wesley, Patrick Vieira e Vinicius marcando no campo adversário e alternando-se do meio-campo ao ataque. É a alternativa diante dos desfalques de Valdivia e Maikon Leite, machucados.

Com a reformulação prejudicada pelas eleições presidenciais, ocorridas no último dia 21, o Palmeiras poderá apresentar jogadores à torcida no decorrer do clássico. O volante Charles e o atacante Leandro estão cotados a estrear exatamente diante do maior rival. "Espero ter a oportunidade de jogar e mostrar o meu futebol. O Palmeiras já passou por momentos ruins, e agora é a hora de levantar a cabeça", pregou o segundo.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS X PALMEIRAS

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 17 de fevereiro de 2013, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Antônio Rogério Batista do Prado (SP)
Assistentes: Anderson José Coelho e Ricardo Pavanelli Lanutto (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza e Flávio Rodrigues Guerra (ambos de SP)

CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Jorge Henrique e Danilo; Emerson e Guerrero
Técnico: Tite

PALMEIRAS: Fernando Prass; Weldinho, Henrique, Mauricio Ramos e Marcelo Oliveira; Vilson e Márcio Araújo; Souza, Wesley, Patrick Vieira e Vinicius
Técnico: Gilson Kleina

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.