Gil se mostra tranquilo com iminente retorno de Chicão ao time do Corinthians

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Quando os titulares da campanha vitoriosa no Mundial de Clubes do ano passado voltaram a jogar, ele foi a opção do técnico Tite para atuar ao lado de Paulo André

Enquanto Gil treina com bola com os titulares do Corinthians às vésperas do clássico contra o Palmeiras e da estreia na Copa Libertadores da América, Chicão já corre ao redor do gramado para finalizar o processo de reabilitação de uma artroscopia no joelho esquerdo. O novo parceiro de zaga de Paulo André, no entanto, tem se mostrado sereno com o iminente retorno do seu concorrente de posição.

E mais: Zagueiro corintiano é respeitoso, mas hesita ao citar armas do Palmeiras

"Estou bem tranquilo em relação a isso, trabalhando todos os dias e procurando dar o meu melhor. É sempre bom jogar. Vou continuar me preparando para tentar engatar uma sequência maior", discursou Gil, prometendo uma disputa sadia com Chicão. "Independentemente de quem jogar, o escolhido vai entrar para ajudar a equipe ao máximo."

Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Gil em ação pelo Corinthians

Gil custou 3,5 milhões de euros (R$ 9,5 milhões) ao Corinthians para sair do Valenciennes, da França. O jogador formou dupla com o jovem Felipe, vindo do Bragantino há aproximadamente um ano, em suas primeiras oportunidades no time paulistano. Quando os titulares da campanha vitoriosa no Mundial de Clubes do ano passado voltaram a jogar, ele foi a opção do técnico Tite para atuar ao lado de Paulo André.

Há pouco tempo no Corinthians, Gil já aprendeu a seguir o mantra de Tite ao repetir que todos os jogadores do elenco são importantes, sejam titulares ou suplentes. O astro Alexandre Pato, por exemplo, ainda não conseguiu barrar um dos atacantes e deixar definitivamente o banco de reservas. "O grupo é bastante unido. O importante é que todos estão focados, trabalhando corretamente", declarou o zagueiro.

Gil também tem consciência de que precisa melhorar se quiser ganhar o lugar de Chicão no Corinthians. O novo defensor ainda não chegou a encantar Tite e os torcedores. "A gente conversa muito para acertar as coisas na defesa. Estamos fazendo o nosso melhor. É claro que alguns atacantes rápidos ainda podem levar vantagem, mas vamos procurar ajustar", disse.

Leia tudo sobre: GilCorinthiansChicãoigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas