Atacante levou 'puxão de orelha' da Dona Meire por não ter dedicado a ela nenhum dos sete gols que marcou no Campeonato Carioca

Hernane, atacante do Flamengo
André Mourão / Agência O Dia
Hernane, atacante do Flamengo

Os sete gols que Hernane marcou neste Campeonato Carioca renderam tanto elogios da torcida do Flamengo quanto uma bronca de Dona Meire, mãe do jogador. O ‘puxão de orelha’ ocorreu porque até agora o atleta não homenageou a mãe em nenhuma das comemorações. Algo que ele quer corrigir já no clássico deste final de semana, contra o Botafogo.

"Tenho que fazer o gol dela. Ela me disse: ‘Olha, meu filho, você já marcou sete gols, e nenhum deles foi para mim’. Se sair o próximo gol, vai ser para ela", revelou o atacante em entrevista coletiva concedida nesta quarta.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Se o alvo da próxima homenagem já é uma certeza, as razões da boa fase de Hernane ainda são um mistério para o próprio jogador. Modesto, ele preferiu usar a "sorte" como justificativa para os sete gols marcados em apenas seis jogos.

"As coisas estão dando certo, a fase está boa. Do jeito que chuto, a bola entra. Pode ser de cabeça, de pé direito, esquerdo. É um momento muito bom e estou sabendo aproveitar da melhor maneira. Centroavante precisa de sorte também, e eu procuro estar sempre bem posicionado", afirmou.

O jogo em que Dona Meire poderá finalmente ser homenageada será disputado às 18h30 (de Brasília) de domingo, no Engenhão. O Flamengo é o líder do grupo B da Taça Guanabara, com 16 pontos, enquanto o Botafogo ocupa a mesma posição do Grupo A, mas com 14 pontos.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.