Fábio Santos vê vantagem na preparação do Corinthians para o clássico

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

"Eles vão ter jogo de Libertadores, nós vamos ter a semana cheia para trabalhar", avaliou o lateral esquerdo sobre o duelo diante do Palmeiras

Fábio Santos foi mais um a prever dificuldades no clássico de domingo. O lateral esquerdo não fugiu do previsível ao falar com cuidado sobre o Palmeiras, mas admitiu uma vantagem do Corinthians no confronto com o arquirrival, que enfrentará o Sporting Cristal, pela Copa Libertadores, na quinta-feira.

E mais: Depois de estrear no carnaval na Gaviões, Cássio prega respeito ao Palmeiras

"É uma vantagem. Não dá para dizer o tamanho, mas é uma vantagem. Eles vão ter jogo de Libertadores, nós vamos ter a semana cheia para trabalhar. Isso nos deixa um pouco mais preparados na questão física. Quem joga na quinta já tem uma desvantagem no domingo", afirmou.

Gazeta Press
Fábio Santos, lateral do Corinthians

Físico à parte, o jogador não é capaz de prever a conseqüência no clássico dessa estreia do Palmeiras na competição sul-americana. "Isso é muito relativo. É óbvio que ganhar na Libertadores dá mais confiança. Se você perde, aumenta a cobrança. Mas, na verdade, começa o jogo, você esquece o que aconteceu antes."

Fábio não negou o óbvio melhor momento do campeão mundial. Faz tempo que o Timão não vive uma crise, ao passo que a fase do rival é tão ruim que a escola de samba de sua principal organizada, a Mancha Verde, repetiu o time de futebol e foi rebaixada ao grupo de acesso do Carnaval paulistano.

"O Carnaval não influencia em nada. Se ganha, tem uma festa a mais, só isso. O momento do Corinthians é melhor, não tem como esconder isso, mas cansei ganhar clássico em que o outro time era favorito e de perder quando era. O momento deles é complicado, mas, quando a bola rola, a coisa é diferente. A motivação do clássico é diferente", comentou o lateral.

Ele usou como exemplo a última rodada do último Campeonato Brasileiro, no qual o Alvinegro levou 3 a 1 do São Paulo. "A gente estava com o time titular, pronto para disputar o Mundial, e perdemos para os reservas deles. Clássico é assim, não é balela dizer isso."

Leia tudo sobre: CorinthiansPaulistão 2013ig sp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas