Escalação do Palmeiras para estreia na Libertadores é um mistério. O ataque, já sem Barcos e com Maikon Leite machucado, é o principal problema

O treino mais importante do Palmeiras para a estreia na Libertadores aconteceu com portões fechados, nesta terça-feira, no CT da Barra Funda. Gilson Kleina comandou coletivo com o suposto time titular que enfrentará o Sporting Cristal-PER na quinta, além de atividades em campo reduzido. A maioria dos contratados treinaram normalmente, enquanto Valdivia e Kleber apenas correram em volta do gramado.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Os trabalhos começaram em campo reduzido e toques rápidos. Na sequência, o treinador dividiu titulares e reservas para testar as novas peças à disposição.

Com lesões musculares, Kleber, recém-contratado do Porto, e Valdívia seguiram com o programa de recuperação. Os dois atletas fizeram corrida leve em torno do campo e estão vetados para a estreia na Libertadores e para o clássico contra o Corinthians, no domingo, A expectativa é que eles já possam voltar aos treinos regulares na próxima semana. Tiago Real, Fernandinho e Maikon Leite também não participaram da atividade principal.

A escalação para o jogo de quinta-feira segue um mistério. O ataque, já sem Barcos e com Maikon Leite machucado, é a principal problema de Kleina. O meia Ronny, que estreou no fim de semana, pode até ser improvisado no setor ao lado de algum jovem.

Após o treino, o elenco viajou para Itu, onde se concentra e finaliza a preparação. Apenas uma atividade recreativa deve ser realizada, porém.

A estreia palmeirense na Copa Libertadores será realizada nesta quinta-feira, às 22 horas (de Brasília), no estádio do Pacaembu, contra o Sporting Cristal, atual campeão peruano.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.