Maratona de viagens na Libertadores é motivo de preocupação no Fluminense

Por O Dia | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Serão 10 horas de voo até Caracas, palco da estreia no torneio nesta quarta-feira

Photocamera
Fred e Wellington Nem estão confirmados na estreia na Libertadores contra o Caracas

Com a classificação encaminhada para a semifinal da Taça Guanabara, o Fluminense inicia para valer o ‘projeto’ Libertadores a partir das 9h50 de terça, horário do embarque da delegação para a Venezuela. O desconhecido Caracas não é a única preocupação do técnico Abel Braga para o confronto de quarta-feira.

O Fluminense está pronto para fazer uma boa campanha na Libertadores?

A desgastante viagem de quase 10 horas é outro motivo de apreensão. Afinal, com exceção de Thiago Neves, que se recupera de uma sinusite, o treinador colocou em ação sábado, contra o Vasco, a provável equipe titular. Com a volta para o Rio confirmada para sexta-feira, Abelão adiantou a escalação dos reservas contra o Volta Redonda, domingo.

“Eu preferia estrear em casa, mas não foi possível, paciência. Mas o Fluminense tentará fazer o melhor. A briga entre os quatro do grupo será grande. Em Libertadores não tem esse negócio de favorito”, disse Abelão.

Como não poderia deixar de ser, Fred será a esperança de gols em Caracas. Para suportar a maratona, o atacante tem recebido um tratamento especial desde o início da temporada. Sob os cuidados da preparação física, da fisiologia e do departamento médico, o camisa 9 foi ‘blindado’. O resultado foi evidenciado nos últimos dias.

Dia 2, Fred jogou os 90 minutos contra o Quissamã e marcou um dos gols da vitória por 3 a 0. Convocado pela seleção brasileira, ele embarcou dois dias depois para Londres e, 48 horas depois, entrou em ação no amistoso com a Inglaterra. Em 45 minutos em campo, fez o gol na derrota de 2 a 1 do Brasil.

Incansável, Fred se reapresentou na manhã de sexta-feira e se colocou à disposição para o clássico com o Vasco. Jogou 90 minutos e fez um gol. Se o restante da equipe tiver a metade do fôlego do capitão, o cansaço não será outro inimigo contra o Caracas.

Leia tudo sobre: fluminenseAbel BragaLibertadores 2013

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas