Mancini critica jogadores do City após derrota e distância maior para o United

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Rivais de Manchester estão separados por 12 pontos na liderança do Campeonato Inglês

Getty Images
Fotos do futebol europeu neste sábado

Em busca do bicampeonato inglês, o Manchester City falou e sucumbiu por 3 a 1 diante do Southampton, neste sábado, e ficou 12 pontos atrás (65 a 53) do líder, Manchester United. O resultado obtido no Mary's Stadium irritou o treinador italiano Roberto Mancini, que pediu maior comprometimento aos seus jogadores na caminhada rumo ao título.

Ainda dá para o City tirar o título inglês do rival Manchester United? Opine!

"Não quero ver esses atletas atuando da maneira que foi contra o Southampton. Se for para jogar assim, devem ficar em casa e nunca poderão entrar em campo. Normalmente, jogamos bem, mas mesmo quando isso não acontece, deixamos tudo que podemos no gramado. Não foi isso o que aconteceu", disse.

Com o resultado do jogo deste sábado, o Manchester City chegou ao incômodo número de três partidas sem vitória, já que havia empatado com Queens Park Rangers e Liverpool nas rodadas anteriores. A recente falta de vitórias comprometeu a busca pelo segundo troféu consecutivo da competição, pois será necessário reverter desvantagem de 12 pontos em relação ao Manchester United em 12 rodadas.

"A culpa não é sempre do treinador, os jogadores também precisam assumir responsabilidades. Se não for assim, não podem jogar em uma equipe de primeiro nível", encerrou Roberto Mancini.

O Manchester City segue a disputa do Campeonato Inglês no próximo sábado, às 11 horas (de Brasília), quando mede forças com o Chelsea, no estádio City of Manchester. O clube de Londres está uma posição atrás na tabela de classificação, com 49 pontos, e se aproximará do time treinado por Mancini em caso de triunfo.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas