Mesmo sem a presença do atacante do Milan, torcida da Inter gritou durante partida que a seleção italiana não pode ter um negro no elenco

Balotelli, atacante do Milan
AP
Balotelli, atacante do Milan

A Inter de Milão foi multada, nesta segunda-feira, em 15 mil euros (cerca de R$ 40 mil) pelos cantos ofensivos proferidos pela sua torcida contra Mario Balotelli, na partida contra o Chievo, neste domingo.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Mesmo sem a presença do atacante do Milan, os torcedores gritaram que na seleção italiana não poderia existir negros. Com isso, a liga desportiva do país teve a decisão de punir o clube.

Leia mais sobre futebol italiano no blog Tripletta

Massimo Morati, presidente da Inter, também lamentou o ocorrido. "Sinto muito pelos coros racistas contra Balotelli, espero que não se repitam no clássico", declarou, referindo ao jogo entre os dois times que acontece no dia 24.

Ainda no domingo, no empate em 1 a 1 do Milan contra o Cagliari, Balotelli também foi alvo de outros atos racistas. Ao marcar o gol de sua equipe, o atleta fez gesto de silêncio para os torcedores adversários que o insultavam.

Ex-jogador do Inter de Milão, o atacante foi contratado pelo Milan após duas temporadas no Manchester City. De volta à Itália, ele já marcou três gols em dois jogos.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.