Palmeiras vai para Itu para fugir do carnaval e focar Libertadores e clássico

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Gilson Kleina afirma que o carnaval no Brasil é 'atrativo' e pensa na estreia na Libertadores e clássico diante do Corinthians

A privação dos jogadores do Palmeiras em relação ao carnaval vai além do veto a desfiles. Na próxima semana, o time estreia na Libertadores diante do Sporting Cristal, na quinta-feira, e no domingo enfrenta o Corinthians, pelo Campeonato Paulista. Por isso, a partir de terça-feira os treinos serão em um resort em Itu que servirá de concentração para a delegação.

Gazeta Press
Gilson Kleina orienta o time do Palmeiras

"Essa semana de trabalho não é nada mais do que uma extensão do que fazemos. Porém, é uma semana de estreia na Libertadores e de clássico. E sabemos que o carnaval no Brasil é atrativo", comentou Gilson Kleina. "Estamos mobilizando para estar com o grupo. Para nós, não tem feriados."

No ano seguinte ao do segundo rebaixamento no Brasileiro na história do clube, não haverá tempo para festa no carnaval. O elenco treina nesta sexta-feira e no sábado já viaja para Mogi Mirim, onde enfrenta a equipe local no domingo. Na segunda, ainda ocorrerão atividades à tarde na Academia de Futebol, antes de todos partirem para Itu."Temos duas competições simultâneas, é importante o descanso. E são dois tipos de jogo para os quais você precisa estar perto, treinado, ouvindo palestra e descansado", disse o diretor executivo José Carlos Brunoro. "Achamos que esse é o momento de fazer isso. É aquela coisa em que você pode dar o descanso em uma mini pré-temporada", completou.

Para Gilson Kleina, o retiro será importante não só pela privação a festejos, mas para unir o elenco. Já estarão integrados os recém-contratados Marcelo Oliveira, Charles, Ronny e Kleber, além de outros que devem chegar, entre eles Weldinho e Vilson. Além disso, a diretoria que foi refeita por Paulo Nobre nas últimas semanas terão mais liberdade e contato com os atletas.

"Vemos com muito bons olhos a mobilização desta semana. Além de lapidar e poder trabalhar a situação física, o grupo vai estar juntos. Temos quatro, cinco reforços, garotos, jogadores experientes e novo comando. Será bom para conversar mais, entender a filosofia. Será de grande valia", apostou o treinador.

Leia tudo sobre: palmeirasitucarnavaligsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas