Palmeiras reconhece dívida com a LDU e diz que não corre risco de perder Barcos

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Última prestação de R$ 1,5 milhão pela compra do atacante não foi paga pelo Palmeiras

Rafael Neddermeyer/Agência O Dia
Pagamento pela contratação de Barcos está atrasado

O Palmeiras divulgou nota nesta quinta-feira em que rebate a LDU e afirma não haver a possibilidade de perder o atacante Barcos por conta de uma dívida com os equatorianos. Contratado no início de 2012, o jogador custou cerca de R$ 7 milhões ao Palmeiras, mas apenas  80% do valor já foi pago. O atraso na última parcela fez com que a LDU ameaçasse acionar a Fifa para tirar o atacante do clube

"Não existe perigo de o jogador sair. Existem multas no contrato e a LDU, além de entrar na Fifa, teria que esperar um parecer positivo, que pode demorar muito tempo para acontecer. O presidente Paulo Nobre entrará em contato com a diretoria do clube equatoriano para resolver a questão", disse o diretor executivo José Carlos Brunoro. "Essa nova gestão vai honrar todos os compromissos que estão pendentes", completou.

O Palmeiras se comprometeu a desembolsar aproximadamente US$ 4 milhões (cerca de R$ 7 milhões na época) por 70% dos direitos econômicos de Barcos em janeiro de 2012 - os 30% restantes permanecem em poder da LDU. Pelo acordo entre os dois clubes, o Verdão realizaria o pagamento em parcelas, mas a última prestação, de US$ 750 mil (aproximadamente R$ 1,5 milhão), está atrasada.

Leia também: Por dívida, LDU ameaça acionar Fifa e tirar Barcos do Palmeiras

Segundo Esteban Paz, responsável por gerir o futebol da LDU, o Palmeiras, então presidido por Arnaldo Tirone, não conseguiu honrar seus compromissos. Irritado, o dirigente do time equatoriano reclama da falta de resposta dos brasileiros e se diz desrespeitado.

"O Palmeiras sempre atrasou os pagamentos de cinco a dez dias, mas a última parcela já tem mais de um mês de atraso, o que é lamentável. Enviamos várias notificações e não tiveram nem sequer a delicadeza de responder. Isso nos incomoda muito. Entendemos as dificuldades financeiras que possam existir, mas a falta de respeito é inaceitável", afirmou Paz.

Leia tudo sobre: igsppalmeirasldumercado da bolapaulistão 2013

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas