Ronaldinho perde pênalti e Inglaterra derrota o Brasil na estreia de Felipão

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Base de Mano não funcionou e aposta no camisa 10 não surtiu efeito. O saldo foi negativo em Wembley

Ronaldinho Gaúcho perdeu pênalti no primeiro tempo. Foto: APRonaldinho tenta fazer o gol após perder pênalti. Foto: APNeymar tentou ajudar, mas chutou para fora. Foto: APLuiz Felipe Scolari observa o amistoso contra a Inglaterra. Foto: APJack Wilshere em jogada de ataque da Inglaterra. Foto: APRooney vibra após abrir o placar em Wembley. Foto: APNeymar disputa a bola com Glen Johnson. Foto: APPaulinho, Fred e Neymar comemoram o gol do Brasil. Foto: APAdriano tenta roubar a bola durante amistoso contra a Inglaterra. Foto: Mowa PressPaulinho disputa bola pelo alto. Foto: Mowa PressJogadores da Inglaterra celebram o gol de Lampard. Foto: APTime titular do Brasil momentos antes do amistoso contra a Inglaterra. Foto: Mowa Press

Luiz Felipe Scolari deu a camisa 10 da seleção brasileira a Ronaldinho e disse confiar nele como líder da equipe até a Copa do Mundo de 2014. Porém, no primeiro jogo da nova passagem do técnico à frente da equipe, Ronaldinho foi muito mal - assim como boa parte da equipe -  e o Brasil foi presa fácil da Inglaterra, vitoriosa por 2 a 1 em Wembley. Em 45 minutos, Ronaldinho pouco fez e perdeu um pênalti.

Aposta em Ronaldinho não surtiu efeito em primeiro amistoso. Felipão deve mantê-lo?

De positiva apenas a presença de Fred e Lucas no segundo tempo. O atacante do Fluminense anotou o gol brasileiro em jogada que partiu do meia atacante do Paris Saint Germain. Julio Cesar não teve culpa nos dois gols sofridos.

O Brasil volta a enfrenta a Inglaterra neste ano, em 2 de junho, no Maracanã. No dia 15 de junho será a estreia na Copa das Confederações, contra o Japão, em Brasília.

O jogo
Sem mexer muito em relação à escalação que Mano Menezes fechou 2012, Felipão manteve o meio campo leve, com Ramires, Paulinho e Oscar como titular neste primeiro compromisso da trajetória até a Copa de 2014.

Meio campo leve, mas pouco marcador. Contra a Inglaterra bem postada, Ramires e Paulinho, nenhum deles um primeiro volante marcador em essência, ficou fácil para Wilshere e Gerrard controlarem as ações e assim municiar Walcott, Rooney e Welbeck.

AP
Paulinho, Fred e Neymar comemoram o gol do Brasil

O Brasil não conseguia criar boas jogadas e ganhou um pênalti aos 18 minutos. Ronaldinho cruzou para a área, Wilshere saltou e a bola tocou seu braço. Ele não teve a intenção, mas Pedro Proença, árbitro português muito querido pela Uefa, anotou a penalidade. Ronaldinho pegou a bola e Neymar, principal batedor nos últimos dois anos, ficou quieto. O meia do Atlético-MG chutou fraco, rasteiro e consagrou Hart.

Aos 25, a Inglaterra já dominava o jogo e abriu o placar com justiça. Diferente dos amistosos finais de 2012, Paulinho e Ramires não se entenderam e deixaram muito espaço na intermediária. Deram espaço a Wilshere, que lançou Walcott. O atacante do Arsenal foi interceptado por Julio Cesar, mas no rebote, sem marcação, Rooney tocou para o gol aberto.

O primeiro tempo terminou sem nenhum ponto positivo para a seleção brasileira. Oscar perdeu a camisa 10 para Ronaldinho e também a liberdade para criar. Fez apenas uma boa jogada em 45 minutos. O Brasil parecia perdido.

Felipão avisara na véspera que faria seis substituições ao longo do jogo. Três vieram logo no intervalo. Lucas, Arouca e Fred nas vagas de Ronaldinho, Ramires e Fred, respectivamente. Ronaldinho deixou o campo sem ter convencido ninguém.

As mudanças renderam ao menos o gol brasileiro. Logo aos dois minutos, pressionando a saída de bola inglesa, Lucas antecipou Cahill, a bola sobrou para Fred e o atacante do Fluminense acertou um belíssimo chute de esquerda.

Se dois substitutos participaram do gol brasileiro, o terceiro falhou e permitiu o segundo gol inglês. Aos 14 minutos, Arouca recuou bola perigosa para Paulinho dentro da área. Rooney antecipou, rolou para Lampard, e o meia do Chelsea acertou o ângulo esquerdo de Julio Cesar. Um bonito gol.

O Brasil sofria para segurar Walcott. Adriano, improvisado na esquerda, levou um baile. Felipão então o sacou e deu chance a Filipe Luís, do Atlético de Madri. Jean por Paulinho e Miranda por David Luiz foram as outras mudanças no segundo tempo. Pouco efetivas, mas que justificaram as novidades que Felipão apresentou na lista. Entre elas, Julio Cesar e Dante, titulares, foram relativamente bem e pouco comprometeram.

A derrota serve de lição para os próximos amistosos. Em março o Brasil enfrenta Itália, dia 21, em Genebra, e a Rússia, dia 25, em Londres.

FICHA TÉCNICA - INGLATERRA 2 x 1 BRASIL
Local: Estádio de Wembley, em Londres, na Inglaterra
Horário: 17h30 (de Brasília)
Árbitro: Pedro Proença (POR)

Público: 87453 presentes

Gols: Wayne Rooney aos 25 minutos de 1º tempo. Fred aos 2 e Lampard aos

Inglaterra: Hart; Johnson, Cahill, Smalling e Cole (Baines); Cleverley (Lampard), Gerrard e Wilshere; Rooney, Welbeck (Milner) e Walcott (Lennon). Técnico: Roy Hodgson

Brasil: Julio Cesar; Daniel Alves, David Luiz (Miranda), Dante e Adriano (Filipe Luís); Ramires (Arouca), Paulinho (Jean), Oscar e Ronaldinho Gaúcho (Lucas); Neymar e Luís Fabiano (Fred). Técnico: Luiz Felipe Scolari

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas