Em vídeo, técnico de Botafogo xinga jogadores do Fluminense e pede para seus jogadores "meterem a mão na cara" dos rivais

Oswaldo reclamou da repercussão exagerada de um vídeo gravado nos vestiários do Engenhão
Gazeta Press
Oswaldo reclamou da repercussão exagerada de um vídeo gravado nos vestiários do Engenhão

Após o treinamento do time do Botafogo na manhã desta quarta-feira, no Engenhão, otécnico Oswaldo de Oliveira, em entrevista coletiva, lamentou a repercussão negativa que o vídeo da preleção do clássico com o Fluminense, no último dia 27, vem tendo entre torcedores e dirigentes tricolores.

“As palavras são ‘exagero, desproporção e desnecessário’. Eu trabalhei com mais de 30 técnicos quando ainda era preparador físico, e todos já usaram discursos de motivação. No vestiário, não vejo nada depreciativo. Estamos ligando demais pra isso. Estou desapontado”,

Depois do meia Clarence Seedorf orientar os seus colegas para o jogo contra a equipe das Laranjeiras, o comandante alvinegro foi até o centro da roda dos jogadores, chamou os atletas do Flu de “putos” e pediu para que os seus comandados “metessem a mão na cara” dos oponentes.

Depois da divulgação em mídias sociais botafoguenses, alguns torcedores e dirigentes do Fluminense descontentes. No gramado, o clássico ficou empatado em 1 a 1, e ainda teve confusão de Seedorf com o volante colombiano Valencia, do Flu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.