Ronaldinho, derrotado em 2006, e Julio Cesar e Luís Fabiano, presentes no fiasco de 2010, conduzem nova seleção brasileira em amistoso contra a Inglaterra, o primeiro do ano

A primeira amostra do que significou a mudança de comando da seleção brasileira poderá ser vista nesta quarta-feira, a partir das 17h30, em Londres, onde o Brasil de Luiz Felipe Scolari vai encarar a Inglaterra, no primeiro compromisso do ano e o também o primeiro após a saída de Mano Menezes.

Para este jogo - e para a sequência do trabalho até a Copa de 2014 - a aposta de Felipão é usar a experiência e a frustração de grandes nomes da seleção brasileira nas últimas Copas para conduzir e motivar mais ainda a talentosa jovem geração que ganhou corpo nas mãos de Mano Menezes.

Ronaldinho e Julio Cesar, convocados, mas depois esquecidos pelo antecessor de Felipão, foram ícones da frustração que se seguiu após as eliminações nas Copas de 2006 e 2010, respectivamente. É nesta experiência, agregada à boa fase de nomes como Oscar, Neymar, Paulinho e Ramires, que o técnico aposta na montagem do time que estará em campo daqui a pouco mais de um ano na abertura da Copa do Mundo em São Paulo. 

Ronaldinho Gaúcho tem total confiança de Felipão para ser um dos líderes da seleção até a Copa
Mowa Press
Ronaldinho Gaúcho tem total confiança de Felipão para ser um dos líderes da seleção até a Copa

Felipão faz bem em resgatar jogadores experientes para a seleção? Opine!

"O Ronaldinho é um jogador que tem 32 anos, mas é um atleta que no ano passado fez um campeonato espetacular pelo Atlético-MG e foi líder daquele grupo. Tem liderança e capacidade para jogar alguns anos. Ele vai me mostrar se estou certo ou errado a medida que for se integrando à equipe", disse Felipão em coletiva de imprensa na véspera do jogo.

A boa relação construída com Ronaldinho na Copa de 2002, quando ele foi importante na conquista do último título mundial do Brasil, ajuda Felipão a confiar nele como um dos líderes desta nova seleção. 

O técnico pôde realizar apenas um treino antes da partida que marca seu retorno. Nele, confirmou que Julio Cesar será seu titular. “É uma posição que não está definida. É uma nova oportunidade, estou bastante confiante. Ter jogado mais de 60 jogos pela seleção e ter trabalhado com Felipão e Parreira me fortalece”, disse o goleiro do Queens Park Rangers, lanterna do Campeonato Inglês. 

Desde que deixou a Inter de Milão, no final da última temporada europeia, o goleiro afirma que pode ser útil à seleção e que espera apagar a má impressão deixada em 2010, quando falhou na derrota por 2 a 1 para a Holanda, nas quartas de final, a última do Brasil naquele Mundial. 

"Sempre procurei trabalhar para voltar, nunca pensei que meu ciclo tivesse acabado", disse. Essa motivação de alguém já sofreu com uma derrota em Copa é para Felipão um ingrediente importante nas conversas de vestiário com os jovens astros que partem para seu primeiro mundial. 

Entre os titulares que iniciam o amistoso contra a Inglaterra, seis nunca jogaram uma Copa: David Luiz, Dante, Adriano, Paulinho, Oscar e Neymar. Todos eles (à exceção de Dante) vinham sendo chamados regularmente por Mano Menezes. Felipão não pretende fazer grandes mudanças, ao menos por agora, na base da equipe que vinha sendo convocado por seu antecessor. Mas quer contar com atletas com bagagem em Copas para facilitar seu trabalho. 

FICHA TÉCNICA - INGLATERRA x BRASIL
Local: Estádio de Wembley, em Londres, na Inglaterra
Horário: 17h30 (de Brasília)

Inglaterra:  Hart; Johnson, Cahill, Jagielka e Cole; Milner, Cleverley, Gerrard e Wilshere; Rooney e Walcott. Técnico: Roy Hodgson

Brasil: Julio Cesar; Daniel Alves, David Luiz, Dante e Adriano; Ramires, Paulinho, Oscar e Ronaldinho Gaúcho; Neymar e Luís Fabiano. Técnico: Luiz Felipe Scolari

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.