Toloi aguarda novas oportunidades em meio à instabilidade defensiva

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Contra a Ponte Preta, na noite de quarta-feira, no Morumbi, Toloi ficará novamente como opção na reserva do São Paulo

Vipcomm
Rafael Toloi em treino do São Paulo

Os sete gols que o São Paulo sofreu nos últimos dois jogos (perdeu por 4 a 3 para o Bolívar e por 3 a 1 para o Santos) deixaram o zagueiro Rafael Toloi atento. Reserva desde a chegada do veterano Lúcio ao elenco, ele acredita que pode ganhar novas oportunidades em meio à instabilidade defensiva da equipe.

"O time vinha bem, mas sofreu muitos gols agora. Sei que posso jogar. Trabalho forte sempre para estar preparado quando entrar. Qualquer um que jogar deve ficar pronto para dar o melhor pelo time", discursou Toloi.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

De qualquer forma, o zagueiro prega uma concorrência sadia com Lúcio e Rhodolfo. A dupla titular foi até defendida pelo reserva. "Quando a equipe sofre gols, a culpa não é só dos zagueiros", afirmou Toloi, sem querer criar polêmica com os volantes. "Wellington e Denílson jogam muito e sabem marcar. É questão de ajustar. Vamos consertar as coisas para voltar a vencer, de preferência sem sofrer gols", declarou.

Contra a Ponte Preta, na noite de quarta-feira, no Morumbi, Toloi ficará novamente como opção na reserva. "Mas não posso desanimar. Sei que fiz boas partidas no ano passado, e isso é importante. Procuro aprimorar a minha qualidade técnica no dia a dia para estar pronto para jogar", disse.

Leia mais: Ney Franco barra Ganso e escala Cañete entre titulares do São Paulo

De fato, Toloi teve atuações convincentes em 2012. Na noite de segunda-feira, o presidente Juvenal Juvêncio chegou a prever convocações para a Seleção Brasileira para o jogador que trouxe do Goiás. "Se hoje eu tenho o carinho de algumas pessoas no São Paulo, é pelo que fiz no ano passado. Quero manter o foco e continuar trabalhando para merecer mais elogios", vislumbrou o zagueiro, que encontrou o mandatário no lançamento de uma loja da patrocinadora do clube, no Morumbi.

Rafael Toloi já sabe até como reconquistar o seu espaço. O zagueiro acabou preterido pelo técnico Ney Franco por atuar do lado direito do campo, assim como Lúcio e ao contrário de Rhodolfo. "Mas consigo jogar pela esquerda. Não fiz isso muitas vezes, mas estou me preocupando em aprimorar a perna canhota nos treinamentos. Sei que tenho qualidade para ficar do outro lado também", avisou o suplente.

Leia tudo sobre: ToloiSão Paulo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas