Gallo comentou a campanha da seleção brasileira no Sul-Americano, disputado na Argentina. O time comandado por Émerson Ávila terminou a competição no último lugar do grupo B

Alexandre Gallo é o novo treinador da seleção sub-20
Reprodução
Alexandre Gallo é o novo treinador da seleção sub-20

O novo treinador da Seleção Brasileira sub-20, Alexandre Gallo, pregou o comprometimento dos jogadores em entrevista ao porgrama Arena Sportv, nesta terça-feira. Gallo chega com a missão de promover a reestruturação da equipe sub-20, que fracassou no Sul-Americano da categoria, sendo eliminada na primeira fase. O treinador foi contratado junto ao ex-atacante Bebeto, que será o coordenador das categorias de base da Seleção.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"É uma oportunidade única. Eu não poderia perder essa chance de dar minha contribuição para a Seleção Brasileira. Com certeza (o cargo de treinador da Seleção Sub-20) me dará uma projeção nacional e mundial. Eu agradeço ao presidente Marin (da CBF) por essa oportunidade, e farei o meu melhor".

Gallo comentou a campanha da seleção brasileira no Sul-Americano, disputado na Argentina. O time comandado por Émerson Ávila terminou a competição no último lugar do grupo B, com quatro pontos conquistados em quatro partidas. A falta de comprometimento da equipe foi apontada por Marcos Júnior, atacante do Fluminense, como o principal fator para o fracasso. Um dos jogadores do elenco teria levado a mãe e a namorada para se hospedar no hotel em que a seleção estava concentrada.

" Quando o atleta sente que existe o comando, ele tem uma postura diferente.  Se estivermos em um hotel concentrados, o atleta precisa estar totalmente concentrado. Quando estiver no hotel defendendo a seleção, não existirá mais esse contato. Não tem como o atleta fazer reunião depois do almoço ou fazer uma reunião depois do jantar. A gente vai passar isso para os atletas, para que eles entendam o que queremos. Tentaremos fazer uma blindagem do grupo todo - algo parecido com o que acontece na seleção principal".

O ex-comandante do Náutico também disse que pretende estar em contato permanentemente com os técnicos das outras categorias. Principalmente com Luiz Felipe Scolari e Carlos Alberto Parreira, respectivamente treinador e coordenador técnico da equipe principal.

"Pretendo criar um sistema em que a gente consiga jogar com duas linhas de quatro, porque é cada vez mais difícil revelar meias de criação no Brasil. Espero estar muito próximo do Parreira e do Felipão, para que a gente crie uma maneira bem próxima de jogar".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.