Após estreia com derrota no Vasco, Nei opina: “Não é hora de cobrar”

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Nei foi escalado entre os titulares, demonstrou falta de ritmo de jogo, mas cumpriu a promessa: não houve "bola perdida"

Na primeira tentativa de rechaçar a chateação por conta na derrota no clássico contra o Flamengo, na última quinta-feira, o Vasco perdeu inúmeras chances de gol e acabou surpreendido pelo Bangu neste domingo, quando foi derrotado por 1 a 0 em pleno São Januário. A partida marcou a estreia do lateral direito Nei, que mostrou liderança e personalidade para minimizar o resultado desfavorável.

Sem jogar oficialmente desde novembro de 2012, o lateral decidiu estrear diante do Bangu após um pedido ao técnico Gaúcho. Aos 27 anos, Nei foi escalado entre os titulares, demonstrou falta de ritmo de jogo, mas cumpriu a promessa: não houve "bola perdida" em São Januário. Recém-saído do Inter, o jogador não quer saber de cobranças desmedidas no início da temporada.

"Estamos cometendo erros que todo mundo vê, mas isso se corrige no treino. É normal, estamos em começo de temporada, o time é novo e não se entrosou ainda", justificou Nei, comentando as duas derrotas consecutivas do Vasco na Taça Guanabara: "Não é hora de cobrar muita coisa, é começo de temporada. Perdemos dois jogos seguidos, mas por outro lado ganhamos três antes. Temos de valorizar o que vem sendo feito de bom".

Apesar de não querer ser cobrado pela torcida, Nei acredita que o técnico Gaúcho terá trabalho durante a semana para armar a equipe do Vasco, que volta a campo só no próximo sábado, quando visita o Fluminense no Engenhão: "Vamos ver o decorrer da semana, que vai ser cheia, para trabalhar, acertar o time taticamente e corrigir os outros erros".

Leia tudo sobre: VascoCampeonato CariocaTaça GuanabaraBanguSão Januário

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas