Mancini usa 'desaparecido' Adriano como mau exemplo ao aconselhar Balotelli

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Técnico do Manchester City usou os problemas extra-campo do atacante brasileiro como um alerta para o italiano, recém-contratado pelo Milan

O técnico do Manchester City, Roberto Mancini, precisou recorrer a um velho conhecido neste sábado: o atacante Adriano. Em entrevista à Rádio2, o treinador usou os problemas extra-campo do Imperador como forma de alerta a Mario Balotelli - recém-negociado com o Milan e também conhecido pelas polêmicas que coleciona fora do gramado.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Getty Images
Roberto Mancini e Mario Balotelli tiveram entreveros no City

"Mario deve perceber que a carreira de um jogador de futebol é curta. Veja o que aconteceu com Adriano, que era o melhor em sua posição e  desapareceu num curto período de tempo", disse.

Mancini e Adriano trabalharam juntos na Inter de Milão entre 2004 e 2008, período em que o atacante de 30 anos ganhou o apelido de "Imperador" pelas boas atuações dentro de campo. Nos últimos anos, entretanto, o atleta se envolveu em uma série de problemas disciplinares, que o levaram a ter passagens fracassadas por Corinthians, Flamengo e Roma.

Balotelli, oito anos mais jovens do que Adriano, foi treinado por Mancini ao longo das últimas três temporadas. Ainda assim, com a mesma velocidade com que marcou gols dentro dos gramados, o atacante italiano estampou as capas dos tabloides ingleses por causa das polêmicas que protagonizava longe do campo.

Mas se Mancini parece ter desistido de Adriano, o mesmo não se pode dizer do que ele pensa sobre Balotelli - com quem chegou a trocar agressões físicas.

"Queríamos que ele permanecesse no City por muitos anos, mas o Milan entrou com força no negócio e as coisas mudaram. Ele está feliz de voltar à Itália e fará a melhor dupla de ataque do Calcio com Stephan El Shaarawy ", encerrou o treinador.

Adriano coloca foto em rede social para mostrar boa forma. Foto: ReproduçãoAdriano veste a camisa do Atlético-PR. Foto: DivulgaçãoAntes do Atlético-PR, último clube de Adriano foi o Flamengo. A terceira passagem pelo clube terminou sem que ele entrasse em campo . Foto: VipcommAdriano coleciona polêmicas. Ele foi flagrado em balada um dia antes de faltar a treino do Flamengo. Foto: Reprodução/FacebookAdriano treina no Flamengo após se recuperar de cirurgia no calcanhar. Foto: VipcommAdriano retirou os pontos da operação no tendão de Aquiles. Foto: DivulgaçãoO clássico contra o Santos, em março de 2012, foi a última partida de Adriano no Corinthians. Foto: Gazeta PressAdriano corre para comemorar gol marcado contra o Botafogo-SP, no dia 25/2/2012, o último antes de operar o calcanhar. Foto: Gazeta PressAdriano foi o grande nome da conquista do título pelo Flamengo, em 2009. Foto: AEAdriano ainda voltou para a Inter, mas seguiu com problemas, abandonou o time e decidiu dar um tempo na carreira em 2009. Foto: Getty ImagesTrês semanas depois, Adriano resolveu voltar a jogar e assinou com o Flamengo, no final de abril de 2009. Foto: Gazeta PressCrise começou em 2006, com a morte do paí. Depois de problemas com bebidas, ele se recuperou no Brasil e jogou no São Paulo no primeiro semestre de 2008. Foto: Gazeta PressAdriano colecinou títulos com camisa da Inter de Milão como duas Copa da Itália e quatro taças do Italiano. Foto: Getty ImagesEle deixou a sua marca na Copa de 2006 e fez gol na partida diante da Austrália. Foto: Getty ImagesMas a Copa de 2006 acabou na derrota para a França, nas quartas de final. Adriano ainda exibia boa forma naquela época. Foto: Getty ImagesAdriano foi convocado pela seleção brasileira até 2009 (foto), mas acabou fora da Copa de 2010. Foto: Getty ImagesAdriano comemora gol para o Brasil na final da Copa das Confederações contra a Argentina, em 2005. Foto: Getty Images


Leia tudo sobre: balotelliadrianoroberto mancinimanchester citymilan

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas