Charles e Marcelo Oliveira seriam os envolvidos na troca pelo atacante, mas diretor cruzeirense admite que mais jogadores podem entrar no negócio

Luan em ação pelo Palmeiras
AFP
Luan em ação pelo Palmeiras

O Palmeiras tem boas chances de definir o destino de Luan neste fim de semana. O atacante e o clube já acertaram a transferência para o Cruzeiro . O anúncio, no momento, só depende das negociações com os atletas oferecidos pela equipe mineira.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

A informação foi dada pelo diretor de futebol da Cruzeiro, Alexandre Mattos. "Há um processo com o Palmeiras. Cruzeiro e Luan já se acertaram, Cruzeiro e Palmeiras também. Falta o Palmeiras se acertar com os atletas oferecidos", disse o dirigente à ESPN Brasil .

Os atletas que estariam mais próximos do Palestra Itália seriam os meio-campistas Charles e Marcelo Oliveira. "Tem a possibilidade de serem até mais jogadores. O Cruzeiro já deu liberdade para o Palmeiras conversar com alguns jogadores", avisou Mattos.

Foi a negociação com os jogadores oferecidos que impediu a ida de Luan para o Inter. Para ceder seu atacante, Gilson Kleina solicitou Josimar, Bolatti, Dátolo e Rafael Moura. O Colorado não liberou Dátolo, o empresário de Rafael Moura vetou a negociação - também agencia o meia Lincoln, com quem o Palmeiras tem dívidas - e Josimar pediu 150% de aumento em relação ao salário que recebe, algo que o presidente Paulo Nobre descartou.

Se Charles, Marcelo Oliveira e quem mais o Palmeiras quiser fizerem pedidas salariais dentro dos padrões estabelecidos por Nobre, Luan pode, enfim, deixar o Palmeiras. A indefinição foi a primeira encontrada pelo diretor executivo José Carlos Brunoro, que assumiu seu cargo na semana passada, e já tem irritado o dirigente.

Luan chegou ao clube em 2010 e sempre foi contestado por torcedores. Mesmo assim, no ano seguinte Arnaldo Tirone atendeu o pedido de Luiz Felipe Scolari e pagou cerca de R$ 7 milhões ao Toulouse, da França, para tê-lo em definitivo. No último dia 20, porém, o jogador foi insultado no primeiro jogo do ano e pediu para sair, mesmo tendo apoio de Kleina e de alguns torcedores.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.