Time voltará a encarar a altitude boliviana pela Libertadores quando tiver que enfrentar o The Strongest, em abril

Paulo Miranda disputa a bola com Arce
AP
Paulo Miranda disputa a bola com Arce

A delegação do São Paulo tomou o caminho do Brasil pouco depois do revés de virada para o Bolívar por 4 a 3 , no início da madrugada desta quinta-feira, ciente de que terá que voltar em breve a La Paz. Pela classificação à fase de grupos, a equipe brasileira enfrentará o The Strongest. O duelo fora de casa será em abril.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Localizada 3.600 metros acima do nível do mar, a capital boliviana gerou dificuldades. Depois de um início arrasador, com três gols de vantagem, o São Paulo perdeu fôlego - e concentração, na visão do técnico Ney Franco - e saiu derrotado. Uma derrota que ligou o sinal de alerta para a ocasião em que tiver que voltar ao Estádio Hernando Siles, daqui a três meses.

"Cometemos muitos erros e vamos analisar o material do jogo com nossos atletas. Teremos um jogo neste estádio, contra o The Strongest, pela fase de grupos. Significa muito ganhar fora de casa na Libertadores. Para se classificar e, depois, tentar a melhor campanha", advertiu o treinador.

Além do The Strongest, a equipe de Ney Franco terá a companhia de Atlético-MG e Arsenal (Argentina) no grupo 3 da competição. O time de Belo Horizonte, a propósito, será o primeiro adversário, em duelo marcado para 13 de fevereiro, em Belo Horizonte.

De folga nesta quinta-feira, o elenco agora se preocupa novamente com o Campeonato Paulista, pelo qual faz clássico contra o Santos, no domingo, na Vila Belmiro. Em duas rodadas na competição estadual, o time soma seis pontos.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.