Alecsandro não esconde que quer jogar, mas frisa que o importante é ajudar o Atlético-MG no Campeonato Mineiro e, principalmente, na Copa Libertadores

Alecsandro em entrevista coletiva
Flickr/Atlético Mineiro
Alecsandro em entrevista coletiva

Nesta quarta-feira, o técnico Cuca terá mais uma oportunidade para testar situações de jogo, visando a estreia do Atlético-MG no Campeonato Mineiro, marcada para o próximo domingo, no clássico contra o Cruzeiro, na reabertura do Mineirão. O Atlético-MG fará um jogo-treino contra o Betim, na Cidade do Galo, às 16 hora (de Brasília), e o atacante Alecsandro, que chegou a treinar ao lado de Jô, vive a expectativa de participar do treinamento.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Questionado sobre a possibilidade de atuar com Jô no ataque alvinegro, já que os dois jogadores possuem características semelhantes, Alecsandro preferiu evitar qualquer tipo de polêmica ao afirmar que a parte tática é decisão do técnico Cuca. O atleta, porém, já cogita entrar no ataque, com Bernard um pouco mais recuado.

"Não sou bom de falar de tática, e o Cuca também não gosta, mas o posicionamento com minha entrada seriam dois atacantes de área. Assim, o Bernard tem que voltar mais. No esquema, eu e o Jô ajudamos no meio para não sobrecarregar os volantes e o Ronaldo, que é nosso homem de criação", declarou.

Leia mais: Leonardo Silva sente dores e poderá desfalcar o Atlético-MG em clássico

Alecsandro não esconde que quer jogar, mas frisa que o importante é ajudar o Atlético-MG. "O objetivo é sempre poder participar o máximo possível. Mas na minha outra entrevista disse que não fui contratado para ser titular ou reserva, mas para fazer parte desse grande elenco. E mesmo tendo jogado em muitos clubes e com experiência, o frio na barriga acontece, a ansiedade é válida, principalmente em se tratando de um clássico e num estádio novo", encerrou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.