Zagueiro Bolívar e o meia Seedorf elogiaram a atuação da equipe do segundo tempo de jogo

O Botafogo precisou correr atrás para conseguir empatar com o Fluminense neste domingo, no Engenhão, por 1 a 1. O gol da equipe saiu apenas na segunda etapa de jogo, marcado por Bolívar, que aponta as instruções de Oswaldo de Oliveira no intervalo como o ponto chave para o resultado.

Oswaldo de Oliveira comanda treino no Botafogo
Uenderson Fernandes / Agência O Dia
Oswaldo de Oliveira comanda treino no Botafogo

"Foi um jogo distinto. No primeiro tempo, o Fluminense criou mais, mas o Oswaldo mexeu e aí dominamos o jogo. Não era o resultado que esperávamos, mas é importante", comentou o zagueiro, que fez apenas seu terceiro jogo com a equipe alvinegra e vai se firmando na posição.

A entrada do holandês Clarence Seedorf também foi uma das medidas tomadas por Oswaldo para melhorar a equipe. O camisa 10 foi o responsável pelo cruzamento que terminou com o gol de Bolívar. Para o jogador, a mudança de atitude foi importante.

"O Fluminense é um time perigoso, que se tem mais posse de bola vence. O time foi bem no primeiro tempo, mas respeitou demais o adversário. No segundo tempo, mudamos e conseguimos empatar", comentou.

Com cinco pontos, o Botafogo segue fora da zona de classificação do Grupo A para as semifinais da Taça Guanabara. O Fluminense tem sete e lidera o B, ao lado de Flamengo e Audax.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.