Diretoria palmeirense quer ter reforços até estreia na Libertadores

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

A nova diretoria de futebol do clube pretende acertar contratações antes da estreia do time na Libertadores, marcada para o dia 14 do próximo mês, contra o Sporting Cristal

A espera da torcida palmeirense por novos reforços vai continuar por alguns dias, mas não além da primeira semana de fevereiro. A nova diretoria de futebol do clube pretende acertar contratações antes da estreia do time na Libertadores, marcada para o dia 14 do próximo mês, contra o Sporting Cristal.

Gazeta Press
Paulo Nobre e Brunoro buscam reforços

"Tem que ser. Espero que eu consiga", disse o diretor executivo recém-empossado, José Carlos Brunoro, após o revés para o Penapolense, pela terceira rodada do Campeonato Paulista.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O principal entrave para a chegada de reforços no início do ano foi a transição no comando do clube. Entre dezembro e o fim de seu mandato, o ex-presidente Arnaldo Tirone não podia contratar nenhum atleta sem aprovação do Conselho de Orientação e Fiscalização (COF). Seu sucessor, Paulo Nobre, está no cargo há menos de uma semana.

O primeiro ato do novo presidente foi contratar Brunoro, que terá a missão de arrumar a casa e dar qualidade ao elenco. O dirigente, que trabalhou no início da vitoriosa co-gestão entre o clube e a Parmalat, nos anos 1990, não pensa no momento em ninguém de renome, mas atletas que possam contribuir no principal objetivo da temporada: voltar à Série A.

Leia mais: Kleina defende elenco após derrota: "Trocar tudo não é o caminho"

"A única coisa que me preocupa neste momento é o retorno técnico, não financeiro. Não estou preocupado em ter retorno financeiro nas próximas contratações. São contratações para o ano todo", explicou o braço-direito de Nobre à Rádio Transamérica.

Na tarde desta segunda-feira, ele se reúne com Luan para decidir seu futuro. Insatisfeito pelas críticas de parte da torcida, o atacante de 24 anos interessa a três clubes (Internacional, Atlético-MG e Cruzeiro) e deve ser envolvido em um acerto por empréstimo, com troca de jogadores.

Leia tudo sobre: palmeirasbrunoromercado da bola

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas