Wellington Nem abriu o placar no 1º tempo e Bolívar empatou no primeiro clássico do Carioca

No primeiro clássico do ano, Botafogo e Fluminense empataram no Engenhão
O Dia
No primeiro clássico do ano, Botafogo e Fluminense empataram no Engenhão

Em uma partida equilibrada, Botafogo e Fluminense empataram por 1 a 1, neste domingo, no Engenhão, pela Taça Guanabara. Com o resultado, os alvinegros seguem fora da zona de classificação para as semifinais no Grupo A, com cinco pontos, atrás de Vasco e Friburguense. Já os tricolores continuam na ponta do Grupo B, com sete, mas ao lado de Flamengo e Audax.

No primeiro tempo, o Fluminense abriu o placar com Wellington Nem, em bela finalização. O empate do Botafogo só aconteceu na etapa final, com o zagueiro Bolívar aproveitando cruzamento de Seedorf.

Na próxima rodada, o Botafogo vai até Moça Bonita para enfrentar o Audax, que faz boa campanha na Taça Guanabara, na quarta-feira. No mesmo dia, o Fluminense terá pela frente o Friburguense, no Engenhão.

Jogadores do Flu em minuto de silêncio em homenagem às vítimas da tragédia de Santa Maria
O Dia
Jogadores do Flu em minuto de silêncio em homenagem às vítimas da tragédia de Santa Maria

O jogo
O Botafogo teve mais posse de bola no início da partida, mas não chegava perto da área tricolor. A primeira oportunidade aconteceu aos 15 minutos, quando Wellington Nem foi lançado, mas Jefferson se antecipou ao atacante e, fora da área, deu um carrinho para tirar o perigo. O lance único mostrava os constantes erros de passes pelos ataques dos dois times.

O Fluminense melhorou quando Thiago Neves, em cobrança de falta, assustou Jefferson. Logo depois, Digão apareceu no ataque e cruzou rasteiro, mas nenhum tricolor apareceu para finalizar. O Botafogo até conseguia armar bons contra-ataques, mas os alvinegros buscavam a jogadaindividual e pouco levaram perigo a Diego Cavalieri.

Melhor em campo, os tricolores novamente chegaram com perigo aos 37 minutos. Wellington Nem cruzou, mas Digão não chegou a tempo para colcoar para a rede. No entanto, cinco minutos depois o Fluminense abriu o placar no Engenhão. Wellington Nem recebeu passe de Bruno na área e chutou colocado, no canto esquerdo de Jefferson e deixar o time das Laranjeiras em vantagem no intervalo.

A etapa final teve o Fluminense criando boa chance logo aos cinco minutos. Valencia deu de letra dentro da área e obrigou Jefferson a se esticar para fazer a defesa. A resposta do Botafogo veio três minutos depois, quando Gilberto cruzou e Bruno Mendes desviou de cabeça, só que para fora. Os tricolores esperavam os alvinegros em seu campo para avançar nos contra-ataques.

Após um período mais equilibrado, o Fluminense desperdiçou grande chance, aos 21 minutos. Jean deu lençol em Marcelo Mattos e lançou Wellington Nem. O atacante veio desde a intermediária com a bola e finalizou, mas viu Jefferson fechar o ângulo e fazer a defesa. No rebote, Jean apareceu para chutar e novamente o goleiro alvinegro salvou a equipe de sofrer o segundo.

O lance acordou o Botafogo, que melhorou e não demorou para empatar. Aos 28 minutos, após blitz na área tricolor, Seedorf acertou belo cruzamento na cabeça de bolívar, que só teve o trabalho de colocar para a rede.

Depois do gol, o Botafogo permaneceu melhor, com mais posse de bola e ainda não deixava o Fluminense criar contra-ataques. Só que os tricolores marcavam bem e também não permitiam bons avanços dos alvinegros. Nos minutos finais, o panorama não mudou e o primeiro clássico do Campeonato Carioca terminou empatado.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 1 X 1 FLUMINENSE

Local: Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 27 de janeiro de 2013, domingo
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols
Assistentes: Lilian Fernandes Bruno e Andréa Izaura de Sá
Renda: R$ 272.000,00
Público: 10.474 pagantes
Cartões amarelos: Bolívar e Seedorf (Botafogo); Diguinho, Wellington Nem e Valencia (Fluminense)
Gols: BOTAFOGO: Bolívar, aos 28 minutos do segundo tempo;
FLUMINENSE: Wellington Nem, aos 42 minutos do primeiro tempo

BOTAFOGO: Jéfferson, Gilberto, Antonio Carlos, Bolívar e Márcio Azevedo (Julio Cesar); Jadson (Seedorf), Marcelo Mattos, Andrezinho (Vitinho), Fellype Gabriel e Lodeiro; Bruno Mendes
Técnico: Oswaldo de Oliveira

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno, Digão, Leandro Euzébio e Carlinhos; Valencia, Diguinho (Wagner), Jean e Thiago Neves (Rhayner); Wellington Nem e Rafael Sobis (Samuel)
Técnico: Abel Braga

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.