Cristiano Ronaldo brilha, ultrapassa os 300 gols e Real Madrid goleia Getafe

Português marcou três vezes na vitória deste domingo pelo Campeonato Espanhol

iG São Paulo * |

Cristiano Ronaldo comandou a goleada do Real Madrid para cima do Getafe na manhã deste domingo no Campeonato Espanhol e ainda bateu uma importante marca. O português marcou três gols no 4 a 0 no estádio Santiago Bernabéu e ultrapassou os 300 gols. O outro tento do time merengue foi feito por Sergio Ramos. 

Getty Images
Festa de Cristiano Ronaldo na goleada do Real Madrid para cima do Getafe


O português, que foi substituído a cerca de 15 minutos do final após uma pancada no tornozelo direito, marcou 5 gols para o Sporting, 118 para o Manchester United e soma 179 no Real.

Com este resultado, o time branco se mantém na terceira colocação na tabela de classificação do torneio nacional, com 43 pontos, estando quatro pontos atrás do segundo colocado, Atlético de Madrid, e 12 pontos atrás do líder, Barcelona. Já o Getafe detém a 11ª posição, com 26 pontos.

A goleada ajuda também a se recuperar de uma semana turbulenta no Real Madrid. O jornal Marca disse que Iker Casillas e Sergio Ramos teriam ameaçado sair do clube a menos que o técnico José Mourinho fosse demitido. Florentino Pérez, presidente do Real, convocou uma coletiva de imprensa para negar a história e acusar o jornal de mentir.

Além disso, Mourinho, que fez 50 anos no sábado, deixou vários jogadores fundamentais fora de sua escalação principal, incluindo Xabi Alonso e Sami Khedira. No jogo deste domingo, o Real sofreu no começo, mas conseguiu se impor. 

O Real Madrid segue a disputa do Campeonato Espanhol no próximo domingo, às 17 horas (de Brasília), quando mede forças com o Granada , no estádio Nuevo Los Cármenes. O Getafe, por sua vez, recebe o Deportivo La Coruña no Coliseum Alfonso Pérez, no mesmo dia e horário.

O jogo

Em busca de preservar peças importantes para o duelo com o Barcelona, nesta quarta-feira, às 18 horas (de Brasília), válido pela semifinal da Copa do Rei, Mourinho optou por escalar o Real Madrid sem Xabi Alonso, Khedira, Arbeloa e Benzema. O meio-campista brasileiro Kaká foi preterido pelo técnico português e não foi relacionado para o jogo, enquanto o lateral-esquerdo Marcelo figurou entre as opções do banco de reservas.

Deixe seu recado e comente com outros leitores

Além das ausências por opção de Mourinho, a equipe mandante não contava com Iker Casillas, que passou por cirurgia na mão esquerda. Antes da partida, jogadores do Real Madrid utilizaram uma camisa desejando boa recuperação ao camisa um. Diego López, contratado nesta semana para substituir Casillas, ficou entre os suplentes, sendo Adán o titular.

Os desfalques surtiram efeito no desempenho do Real Madrid na etapa inicial. Com Essien e Modric formando dupla de volantes, a equipe branca mostrou falta de entrosamento e deixou grandes espaços no meio-campo, tendo dificuldade para armar jogadas ofensivas. O atacante Cristiano Ronaldo, em cobranças de faltas e lances individuais, era quem mais ameaçava o goleiro Moyá.

Apesar da falta de criatividade no setor do meio-campo, o time comandado por José Mourinho quase encerrou o primeiro tempo em vantagem no marcador. Aos 43 minutos, o argentino Di María lançou Coentrão, que tocou para Modric, dentro da grande área. O atleta croata dominou, observou o gol adversário e arrematou com perigo, jogando por cima da meta adversária.

Insatisfeito com o desempenho da equipe, Mourinho promoveu a entrada de Khedira na vaga de Raúl Albiol na volta para o segundo tempo. A alteração causou mudança no plano de jogo do Real Madrid, fazendo Essien ser deslocado do meio-campo para ala direita, e Sergio Ramos deixar a lateral para compor a zaga ao lado de Ricardo Carvalho.

A mexida do treinador português deu certo e o time branco não demorou a colher bons frutos. Aos 7 minutos, Moyá apareceu em duas oportunidades consecutivas para fazer belas defesas em chutes dos alemães Khedira e Ozil, respectivamente. No entanto, um minuto depois, o goleiro se envolveu em divida com Ricardo Carvalho e deixou a bola sobrar para Sergio Ramos, que chutou forte para balanças as redes e abrir o placar.

O gol feito pelo zagueiro empolgou a equipe da casa, que manteve a posse de bola e dominou o adversário nos minutos seguintes. Quando o Getafe tentou armar jogada ofensiva, aos 16 minutos, Ricardo Carvalho desarmou o rival e lançou para Ozil. O camisa dez achou Cristiano Ronaldo, que chutou cruzado e aumentou a vantagem. Três minutos mais tarde, após passe de Di María, o próprio camisa sete apareceu sozinho na área e, de cabeça, marcou o terceiro do Real Madrid.

Abatido pela grande desvantagem no marcador, o time visitante ficou em situação ainda mais complicada aos 25 minutos. Modric invadiu a área adversária e foi derrubado pelo zagueiro Lopo. O árbitro José González assinalou infração e marcou penalidade. Na cobrança, Cristiano Ronaldo não deu chances ao goleiro Moyá e fechou a contagem no Santiago Bernabéu, garantido a vitória da equipe treinada por José Mourinho.

*com Gazeta e Reuters

    Leia tudo sobre: real madridgetafecristiano ronaldoespanhafutebol mundial

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG