Jogando ao lado de reservas, meia marcou pela primeira vez pelo São Paulo na tarde deste sábado, contra o Atlético Sorocaba

Saiu na tarde deste sábado, na vitória por 2 a 1 dos reservas do São Paulo sobre o Atlético Sorocaba, o primeiro gol de Paulo Henrique Ganso pelo clube. Aos 30 minutos da etapa inicial, ele desviou de cabeça cruzamento feito pelo lateral esquerdo Thiago Carleto e experimentou a sensação de balançar a rede por outra equipe que não o Santos, o qual defendia até o fim de setembro do ano passado.

Ganso e Cañete marcam, e São Paulo bate Atlético Sorocaba no Morumbi

"Foi muito bom, com a torcida gritando. Espero que esse seja o primeiro de muitos", disse o jogador, ainda no intervalo - no segundo tempo, o argentino Cañete também marcaria seu primeiro gol e ajudaria a assegurar o segundo triunfo do time em duas partidas no Campeonato Paulista.

Ganso marcou de cabeça seu primeiro gol pelo São Paulo
Gazeta Press
Ganso marcou de cabeça seu primeiro gol pelo São Paulo

Ao fim do jogo, perguntado se voltaria ao time titular na quarta-feira, no confronto de volta com o Bolívar, pela fase preliminar da Copa Libertadores, não criou polêmica com os companheiros em razão da decisão do técnico Ney Franco de colocá-lo no banco no primeiro duelo.

"De maneira nenhuma. Tenho que respeitar. O elenco está muito forte, e eu tenho que me preparar bastante para poder voltar", reconheceu o camisa 8, cujo nível físico foi classificado como abaixo do ideal pelo treinador, no início da semana.

"Quero mostrar trabalho tecnicamente, fazendo gols, dando passe, me movimentando, para retornar. Uma hora ou outra, a gente vai entrando aos poucos para mostrar serviço e voltar", concluiu o ex-santista, que já é xodó da torcida tricolor, antes de descer aos vestiários do Morumbi.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.