Negócio envolveria ainda empréstimo de mais dois jogadores, mas o time carioca não quis e os mineiros desistiram da contratação

Cruzeiro queria Dedé, mas desistiu do negócio após negativa do Vasco
Divulgação
Cruzeiro queria Dedé, mas desistiu do negócio após negativa do Vasco

A diretoria do Cruzeiro segue a busca por um zagueiro de ponta. A cúpula celeste decidiu atender ao pedido da torcida e tentou a contratação de Dedé, mas esbarrou na recusa do Vasco . O time mineiro ofereceu 3 milhões de euros (R$ 8,2 milhões) mais o empréstimo de dois jogadores por uma fatia dos direitos do defensor, oferta considerada baixa pela direção vascaína. O Cruz-maltino é dono de 45% dos direitos de Dedé, enquanto o restante pertence a duas empresas.

Deixe seu recado e comente com outros leitores

"Até para encerrar isso e ser transparente, o Cruzeiro fez proposta na semana passada para o Vasco da Gama. Ofereceu 3 milhões de euros por 40% dos 45% que o Vasco tem do Dedé, mais dois jogadores emprestados. Um já está lá, o Pedro Ken, e o Cruzeiro disponibilizaria outro, mas o Vasco falou não", disse o diretor de futebol Alexandre Mattos, em entrevista à Rádio Itatiaia .

O dirigente cruzeirense disse ainda que Dedé tinha vontade de vir para o Cruzeiro e que não teria dificuldades para acertar a questão salarial com o jogador, mas, que diante da recusa do Vasco, a Raposa desistiu do negócio. Alexandre Mattos ainda esclareceu que o Cruzeiro está satisfeito com os atletas que foram contratados até o momento.

"O Cruzeiro fez uma proposta grande para outro clube que respeitamos, mas temos que respeitar o Vasco, que não quer vender. Em questão salarial e em questão de querer vir, o Dedé estaria aqui, mas não foi possível. Estamos satisfeitos no momento com os jogadores que vieram, satisfeitos com a dedicação, o profissionalismo e a alegria estampada. Queremos ficar satisfeitos com as exibições", afirmou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.