Sereno e motivado, Fábio Costa chega ao São Caetano após "inverno"

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Afastado do futebol desde setembro de 2010, quando levou cinco gols defendendo o Atlético-MG, goleiro é apresentado no novo clube

Gazeta Press
Fábio Costa veste a camisa do São Caetano

Os dizeres da camiseta usada na apresentação já mandava o recado: "I am awesome" - algo como "eu sou demais", em inglês. Afastado do futebol desde o dia 23 de setembro de 2010, quando levou cinco gols do Fluminense, ainda representando o Atlético-MG, o goleiro Fábio Costa apareceu em sua nova casa na tarde desta quinta-feira. Com cerca de 40 minutos de atraso, o experiente jogador de 35 anos foi apresentado no estádio Anacleto Campanella para iniciar um novo capítulo em sua história defendendo as cores do São Caetano.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Novo companheiro de clube de jogadores como Jóbson e Rivaldo, ele foi emprestado pelo Santos até dezembro de 2013, data em que também se encerra seu contrato junto ao clube onde foi campeão brasileiro de 2002. Encostado desde o início de 2011, Fábio Costa vinha treinando afastado do grupo principal e nunca teve perspectivas de ser utilizado: "Durante um bom inverno em que fiquei inativo sem jogar, só treinando, foi a minha família que me deu apoio. O amor pelo futebol e pela família foram as coisas que me fizeram voltar".

Leia também: Fábio Costa reclama de descaso do Santos, mas não traz mágoas

"O sentimento não é dos mais agradáveis, porque a gente fica tolido da nossa rotina. Eu jogo profissionalmente desde os 17, 18 anos, com viagem, treino, decisões, títulos e perdas. Esses dois anos de inatividade foram duros, mas mantiveram a chama acesa. Quando você tem espírito de vencedor ele não morre. Quero escrever uma nova história e ser feliz como fui em outros clubes. O pensamento é só de ajudar o São Caetano a buscar o que ele almeja durante o ano", relatou Fábio Costa, aparentando boa forma física, apesar do tempo parado.

Aos 35 anos, o goleiro resolveu não estipular prazo, mas o departamento de futebol do Azulão conta com um concorrente para Fábio, ex-Portuguesa, dentro de um mês. Fábio deverá ser titular da equipe durante esse período, à espera do xará com o sobrenome Costa. A lacuna no gol ocorreu graças à lesão do titular Luiz, que rompeu os ligamentos do joelho direito e ficará afastado do clube por seis meses. Período suficiente para Fábio Costa se estabelecer como titular da meta.

"Conversei com o presidente (Nairo Ferreira de Souza) e já tinha conversado com amigos. Agora, infelizmente, pela lesão do Luiz, acertamos. Mas eu sinto muito por ele, já estive lesionado e sei o que é querer um copo de água e não poder pegar. Estou torcendo para ele voltar rápido, porque o importante é que o São Caetano esteja fortalecido. Nunca fui vaidoso, então não tenho esse problema", confidenciou o goleiro, que pensou diversas vezes em encerrar a carreira durante o período inativo.

*Com Gazeta

Leia tudo sobre: Fábio CostaSão CaetanoMercado da Bola

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas