Altos valores de salários e exigências do meia argentino afastaram o clube de um acordo

Riquelme está sem contrato
Divulgação
Riquelme está sem contrato

O argentino Juan Román Riquelme não reforçará o Palmeiras. O jogador de 34 anos, que havia negociado contrato com Arnaldo Tirone, foi descartado oficialmente na tarde desta quinta-feira pelo novo presidente do clube, Paulo Nobre, eleito na segunda.

O Palmeiras fez bem em desistir de Riquelme? Deixe sua opinião!

"Conversamos eu, Brunoro e Gilson Kleina para avaliar o Riquelme. Ninguém põe em dúvida a qualidade do jogador. Mas o clube vive problemas financeiros. Os profissionais que estamos trazendo e tirando do mercado têm um custo. Não podemos fazer loucuras neste momento. Hoje, o Palmeiras não pode se dar o luxo de trazer o Riquelme pelo preço que ele vale. Além disso, não tínhamos uma avaliação física e nem o contato pessoal com ele para saber sua motivação. Para os que estão chateados: lembrem-se que estamos trabalhando pelo bem da instituição", disse Paulo Nobre nesta quinta, durante a apresentação de José Carlos Brunoro, novo diretor do clube, na Academia de Futebol

A desistência da contratação era iminente. Assim que assumiu o comando, Nobre já se disse em dúvida sobre a utilidade do meia, que não atua desde julho passado, quando, com a camisa do Boca Juniors, perdeu a final da Copa Libertadores para o Corinthians.

O acerto propalado por Tirone era por um vínculo de duas temporadas, com salário de US$ 210 mil (quase R$ 430 mil), considerado alto para as atuais condições financeiras do clube.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.