Baggio deixa cargo de diretor técnico da seleção italiana

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Ex-atacante se desliga da função alegando que não lhe permitiam fazer o trabalho que queria desenvolver

Reuters

Reuters

Getty Images
Roberto Baggio foi o melhor do mundo em 1993

O ídolo italiano Roberto Baggio pediu demissão do cargo de diretor técnico da federação italiana de futebol nesta quarta-feira, dizendo que não lhe permitiam fazer o trabalho que queria desenvolver.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Talismã da Itália, que foi terceira colocada na Copa do Mundo de 1990 e vice-campeã em 1994, mesmo perdendo o pênalti na final contra o Brasil, Baggio assumiu a função depois que a Itália, campeã em 2006, foi eliminada na primeira fase do Mundial de 2010.

Leia mais sobre futebol italiano no blog Tripletta

Sua tarefa era revigorar o futebol italiano e impulsionar uma renovação, mas o ex-jogador de 45 anos disse que foi largamente ignorado.

"Apresentei meu projeto em dezembro de 2011, 900 páginas, mas eles continuaram com palavras vazias. Eu não gosto de ficar apenas sentado em uma cadeira, mas de fazer coisas, portanto, relutantemente, decidi sair", disse ele à televisão italiana.

A Itália perdeu a final da Eurocopa de 2012 para a Espanha sob comando do técnico Cesare Prandelli e sua posição não deve ser afetada pela saída de Baggio.

Leia tudo sobre: Futebol MundialItáliaBaggio

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas