O presidente se desculpou com os torcedores pelas falhas de sua administração, marcada pelo rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro

Tirone não vai deixar saudade na torcida alviverde
O Dia
Tirone não vai deixar saudade na torcida alviverde

Em suas últimas horas como presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone concedeu entrevista ao site oficial do clube para se despedir do cargo, que será ocupado por Paulo Nobre ou Décio Perin após a eleição desta segunda-feira. O dirigente se desculpou com os torcedores pelas falhas de sua administração, marcada pelo rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro.

"Agradeço a todos os meus companheiros de Palmeiras pela oportunidade de presidir o clube que sempre amei e que vou amar pelo resto da minha vida. Reconheço que a gestão teve alguns problemas, e inclusive aproveito a oportunidade para me desculpar com os torcedores pelos momentos adversos que passamos", disse Tirone.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

De qualquer forma, o ainda presidente também valorizou os feitos de sua gestão. "No entanto, sinto-me honrado também por ter contribuído para a conquista da Copa do Brasil, um título que nos posicionou como o maior vencedor de títulos nacionais no país do futebol. Tive erros e acertos, mas saio com a consciência tranquila de que tudo o que fiz nestes dois anos foi pensando no bem do nosso Palmeiras", concluiu.

Não visto no Pacaembu pela imprensa no domingo, no empate sem gols com o Bragantino, Tirone garantiu que esteve no estádio municipal em seu penúltimo dia de cargo. Afirmou também ter almoçado com o elenco antes da partida, quando aproveitou para se despedir de todos.

Leia mais: Líder no Palmeiras, Henrique quer eleição calma para corrigir problemas

Arnaldo Tirone pretende agora acompanhar o Palmeiras na condição de torcedor - sem deixar de se colocar à disposição do novo presidente. "Desejo muita sorte e que ele consiga realizar os desejos de todos nós, palmeirenses. Como membro nato do COF, trabalharei no sentido de engrandecer sempre o nosso querido Palmeiras", prometeu.

Mais uma despedida

César Sampaio, cujo contrato como gerente de futebol expirou em 31 de dezembro, também usou o site oficial do Palmeiras para falar sobre o seu desligamento. "Agradeço muito ao Palmeiras. Foi importante tudo o que vivi nesse período. Quando entrei, fizemos uma reestruturação e ajustes importantes, que culminaram com a conquista da Copa do Brasil. Alcançamos uma de nossas metas, que era ganhar um título de expressão, mas não conseguimos reagir no Campeonato Brasileiro", lamentou, lembrando sua história como palmeirense.

"Devo muito do que conquistei na minha vida profissional ao Palmeiras. Joguei por mais de cinco anos no clube, ganhei campeonatos memoráveis e fui capitão no título da Libertadores. Por tudo isso, tenho muito carinho e consideração pelo clube. Desejo ao novo presidente e a todos que irão compor a nova gestão no departamento de futebol sucesso e conquistas nos próximos dois anos de mandato", finalizou Sampaio.

* com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.