Milan desiste de Kaká e culpa "questões fiscais" para encerrar negociações

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Kaká estava disposto a ganhar menos do que recebe Real, mas Milan desistiu do negócio

EFE
O Milan desistiu de contratar Kaká

O Milan desistiu de contratar Kaká nesta janela de transferências na Europa. Adriano Galliani, vice-presidente do clube, que já esteve otimista com a negociação com o jogador e o Real Madrid, declarou que o time de Milão desistiu da contratação do meia brasileiro de 30 anos por conta de "questões fiscais". 

Leia também: Kaká aceita ganhar menos no Milan para deixar o Real, diz jornal

"Negociação descartada, estamos fora. Deixamos o negócio, desistimos por causa de valores fiscais", disse Galiani. "Não seria possível completar a transferência por questões fiscais. Kaká estava fazendo todos os esforços para vir, mas as questões legais e fiscais não eram fáceis. Quando um país paga 24 por cento (de imposto) e o outro paga 47 ou 48, devemos perguntar se é normal", completou o dirigente italiano. O Milan tinha interesse em contar com Kaká por empréstimo até 2015, ano em que seu contrato com o Real Madrid expira. Kaká estaria disposto a ter seu salário reduzido de dez para seis milhões de euros anuais.

Kaká comemora gol do Milan sobre a Lazio. Foto: APMilan, de Kaká, foi derrotado na rodada deste domingo no Italiano pelo Parma. Foto: Marco Vasini/APKaká se livra da marcação de Daniel Alves em jogo pela Liga dos Campeões. Foto: Stefano Rellandini/ReutersKaká disputa lance com Pereyra, da Udinese. Foto: Luca Bruno/APKaká reestreou pelo Milan no Italiano com derrota diante do Torino. Foto: Getty ImagesKaká foi titular no clássico, mas teve atuação discreta na vitória por 2 a 1. Foto: Getty ImagesKaká conversa com o técnico José Mourinho durante a partida. Brasileiro entrou no jogo pelo Real Madrid durante o segundo tempo. Foto: Lalo R. Villar/APSeleção brasileira se apresenta para amistoso contra Itália. Foto: Mowa PressNeymar, Kaká, Fred e Hulk conversam durante treino da seleção na Suíça. Foto: Wander Roberto/VIPCOMMKaká se descontraiu durante treino. Ele foi reserva no primeiro coletivo. Foto: Wander Roberto/VIPCOMMCorrida de Kaká no gramado nesta quinta-feira. Foto: Mowa PressKaká conduz a bola durante o treino da seleção brasileira no treino desta sexta-feira. Foto: VipcommMarcado pelo volante Luiz Gustavo, o meia Kaká domina a bola durante o treino da seleção brasileira em Londres. Foto: VipcommKaká fez a sua primeira partida como titular no retorno de Felipão ao Brasil. Foto: VipcommKaká comemora gol do Real Madrid contra o Levante. Foto: Andres Kudacki/APCasemiro treina ao lado de Kaká no Real Madrid. Foto: Site oficialKaká e Carol Celico. Foto: Manuela Scarpa/Photo Rio NewsKaká quando criança e na base do São Paulo. Promessa que se realizou. Foto: Arte/iGA última partida de Kaká foi em 2 de julho, pelas quartas de final da Copa do Mundo. Foto: Getty ImagesO Brasil perdeu para a Holanda por 2 a 1 e foi eliminado do Mundial. Foto: Getty ImagesKaká foi escolhido o melhor de 2007 e também não decepcionou no visual. Foto: Getty ImagesEm 2007, concorreu ao prêmio de melhor jogador do mundo da Fifa, mas perdeu para o brasileiro Kaká. Cristiano Ronaldo ficou em terceiro lugar. Foto: Getty ImagesBrasil. Foto: Getty ImagesKaká foi o principal responsável pela última conquista do Milan na Liga dos Campeões, em 1997. Foto: Getty ImagesFotógrafos cercam Kaká, que caminha para o banco de reservas do Real Madrid antes do clássico regional contra o Getafe. Foto: AFPMourinho espera ainda contar com Kaká no Real Madrid por duas temporadas. Foto: Getty ImagesO brasileiro marcou o primeiro gol do Real Madrid na vitória sobre o Zaragoza. Foto: Getty ImagesKaká será utilizado nos amistosos do Real Madrid. Foto: EFEKaká está cada vez mais próximo de deixar o Real. Foto: EFESegundo jornal espanhol, Kaká tería reclamado de Mourinho para o presidente do clube, Florentino Perez. Foto: Getty Images

E mais: "Estou disposto a fazer sacrifícios para retornar ao Milan", diz Kaká

O Milan queria Kaká por empréstimo porque assim Kaká seguiria com contrato válido no Real Madrid e pagando os impostos da Espanha (24% do salário, pagos pelo clube). Na Itália os tributos abocanham até 48% do salário, o que aumentaria a parte que o Milan pagaria para ter Kaká. 

Entre Kaká e Milan estava tudo acertado, mas a diretoria do Real Madrid não avançou com as negociações por não se interessar em emprestar o meia. Segundo a imprensa espanhola, o clube só liberaria o meia por um valor estipulado em 25 milhões de euros (R$ 67,7 milhões).

Leia tudo sobre: kakáReal MadridMilanGallianiespanhaitáliafutebol mundial

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas