O motivo da desistência foi uma conversa com o técnico Jorge Jesus, que o aconselhou a ficar no clube português

Bruno César defende o Benfica
AP
Bruno César defende o Benfica

Seduzido pelos 5,5 milhões de euros (aproximadamente R$ 15 milhões) oferecidos pelo Al Ahli, da Arábia Saudita, o Benfica aceitou negociar a saída do meio-campista Bruno César, que teria recebido oferta salarial de 2,5 milhões de euros (R$ 7 milhões) por temporada, mas acabou declinando no último momento. O motivo da desistência foi uma conversa com o técnico Jorge Jesus.

Deixe seu recado e comente com outros leitores

A oferta do Al Ahli, time do atacante brasileiro Victor Simões, foi divulgada pelo jornal Record , que deu a negociação como avançada. Anteriormente, o argentino Pablo Aimar também havia recebido uma proposta do mundo árabe, mas não ouviu nem os valores oferecidos. Mesmo entendendo ser um ‘retrocesso’ em sua carreira, Bruno César conversou e consultou o comandante, que não o aconselhou a deixar o clube.

Por meio de um comunicado divulgado por sua assessoria em Portugal, o brasileiro levou em conta mais o aspecto esportivo do que o financeiro para recusar a oferta do Al Ahli, que significaria um "retrocesso em sua carreira internacional". Dessa forma, Bruno César segue no elenco do Benfica, mesmo tendo sido liberado pela diretoria para sair pelo mesmo valor pago ao Corinthians em março de 2011.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.