Veja alguns dos jogadores que são atrações por times pequenos nos Estaduais que começam neste sábado

Os campeonatos estaduais começam neste fim de semana com algumas figuras bem conhecidas do torcedor brasileiro vestindo camisas menos populares do que as que já vestiram. Os “medalhões” dos Estaduais têm até alguns campeões do mundo por clubes. Há também aqueles que fizeram carreira em grandes clubes, mas que estendem seus últimos anos de carreira em times do interior, longe dos holofotes.

Veja alguns dos “medalhões” que desfilarão por times pequenos nos Estaduais

Aloísio, de 37 anos, foi campeão do mundo com o São Paulo em 2005. Ele agora veste a camisa da Francana, time da terceira divisão paulista. Já apresentado no clube de Franca, ele sente saudade dos tempos no Morumbi. Foi dele o passe do gol de Mineiro na final contra o Liverpool há pouco mais de sete anos. “Tentei dar um passe daquele outras vezes, mas nunca mais consegui”, disse o atacante na sua apresentação.

Você acha que algum dos "medalhões" ainda tem espaço em times grandes? Comente

Em São Paulo, a figura mais conhecida que tentará brilhará em um dos times menos badalados do torneio, é o atacante Fernando Baiano. Aos 33 anos, o jogador deixou o Al Wahda, dos Emirados Árabes, e voltou ao Brasil depois de mais de 10 anos de carreira onde passou por Corinthians, Internacional, Flamengo, Celta de Vigo, Málaga e Wolfsburg.

O Carioca da primeira divisão é o principal celeiro dos “medalhões”, um jargão do futebol criado para designar os jogadores mais famosos de um elenco. Fabiano Eller, campeão do mundo com o Internacional em 2006, será o zagueiro do Audax Rio, time que faz sua estreia na elite do Estado.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.