Manchester City pretende apelar contra expulsão do zagueiro Kompany

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Técnico do Manchester City, Roberto Mancini, fez duras críticas à arbitragem e o time inglês vai protestar contra o cartão vermelho

Reuters

Reuters

O técnico do Manchester City, Roberto Mancini está radiante pela primeira vitória do seu time contra o Arsenal no Campeonato Inglês desde 1975, mas o brilho do momento foi um pouco ofuscado pelo cartão vermelho recebido pelo capitão Vincent Kompany.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Mancini disse que os campeões vão recorrer da decisão tomada pelo árbitro Mike Dean aos 75 minutos na vitória de 2 a 0 de domingo, depois que o jogador deu um carrinho em Jack Wilshire.

Veja fotos deste domingo pelo futebol europeu:

José Mourinho compareceu ao Old Trafford para o clássico. Seu time, o Real Madrid, enfrentará o Manchester United pela Liga dos Campeões. Foto: Getty ImagesLuis Suárez comanda ataque do Manchester United marcado por Vidic. Foto: Getty ImagesVan Persie é abraçado pelos companheiros após inaugurar o placar em favor do Manchester United. Foto: APEvra sobe na área e faz de cabeça o segundo gol do Manchester United. Foto: Getty ImagesTorcida do Manchester United faz a fumaça vermelha tomar conta do Old Trafford. Foto: Getty ImagesAlex Oxlade-Chamberlain, do Arsenal, arrisca drible contra defensores do City. Foto: APJogadores do Arsenal protestam contra a expulsão de Koscielny . Foto: Getty ImagesSzczesny, goleiro do Arsenal, pula para defender pênalti cobrado por Dzeko. Foto: Getty ImagesJogadores do Manchester City festejam com Milner gol que abriu o placar contra o Arsenal. Foto: Getty ImagesCom o gol livre, Dzeko balança as redes para o Manchester City. Foto: APQuagliarella, atacante da Juventus, tenta passar por marcação do Parma. Foto: Getty ImagesO goleiro Buffon orienta a defesa durante jogo da Juventus. Foto: Getty ImagesSansone chuta para o gol da Juventus e empata o jogo para o Parma. Foto: APFalcao Garcia bate pênalti e fecha o placar para o Atlético de Madri. Foto: APHernanes entra em dividida com Denis durante jogo entre Lazio e Atalanta. Foto: Getty ImagesMaggio é abraçado pelos companheiros após marcar gol do Napoli. Foto: Getty ImagesDi Natale, atacante da Udinese, arrisca chute ao gol da Fiorentina . Foto: Getty ImagesLamela perde o controle da bola em ataque da Roma contra o Catania. Foto: Getty Images

"Vamos apelar pelo Vincent. Temos problemas porque estamos ficando sem muitos jogadores," disse Mancini aos repórteres, dizendo que foi um carrinho com um pé, quando ele se antecipou à jogada e pegou a bola. "É impossível um jogador perder três jogos por nada. Não foi uma falta, não foi cartão vermelho."

Com Sergio Aguero, Yaya Toure e Samir Nasri, todos fora, o sucesso do City foi ainda mais gratificante para Mancini, embora eles tenham tido muita grande sorte, quando o zagueiro Laurent Koscielny foi expulso, depois de 10 minutos de jogo.

O italiano não teve dúvidas de que o primeiro incidente mereceu o cartão vermelho e um pênalti. "As regras são o último homem," ele disse do lance em que Koscielny agarrou Edin Dzeko pela cintura na área e o jogou no chão.

O atacante bósnio Dzeko perdeu o pênalti, ao jogar a bola no goleiro, na trave e no goleiro novamente, mas o City logo ficou na frente com a jogada excelente de James Milner, aos 21 minutos. Dzeko marcou, fazendo 2 a 0 logo depois do intervalo.

O segundo colocado City permanece sete pontos atrás do lidero Manchester United, que venceu o Liverpool por 2 a 1, em casa.

Leia tudo sobre: manchester citykompanyinglaterrafutebol mundial

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas