Entidade quer facilitar a comunicação entre os clubes e diminuir a participação de intermediários em negociações nacionais e internacionais

Um dos objetivos da Fifa em 2013 é reduzir a participação de intermediários nas transferências de jogadores. Para isso, a entidade máxima do futebol prepara uma nova ferramenta online que promete “revolucionar o sistema internacional e nacional de transferências”, nas palavras de Jacques Anouma, presidente do comitê de clubes da Fifa.

A Fifa deveria diminuir a participação de intermediários nas transferências? Opine

Em 2012, foram realizadas 11.555 transferências internacionais, sendo que os brasileiros foram os jogadores mais negociados. Em média, intermediários embolsaram 28% do valor total de cada transferência, o que motivou a Fifa a agir.

Para a entidade, o maior problema não são os agentes de atletas, e sim outros intermediários que costumam entrar no negócio. Contra isso, o objetivo é lançar um sistema que facilite a troca de informações entre equipes. “O novo serviço vai permitir que os clubes busquem informações sobre jogadores, incluindo sua disponibilidade no mercado”, diz a Fifa.

As novas regulamentações da Fifa serão debatidas pelo comitê executivo nos dias 20 e 21 de março, em Zurique, na Suíça. A entidade também pretende publicar em breve uma lista detalhada das transferências internacionais realizadas no ano passado.

Veja quem chegou para reforçar o seu clube neste início de temporada:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.