Corinthians investe R$ 60 mi em reforços e inverte lógica do futebol brasileiro

Por João Pontes - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Além de contratar grandes jogadores como Alexandre Pato e Renato Augusto, o clube do Parque São Jorge manteve todos os titulares que conquistaram o Mundial de Clubes

Getty Images
Todos os titulares do Mundial de Clubes vão seguir no Corinthians em 2013

Quando uma equipe brasileira conquista um grande campeonato, a saída de jogadores importantes é praticamente inevitável. Com o elenco valorizado, o time campeão não costuma perder a oportunidade de fazer grandes negócios com clubes do exterior. No entanto, o atual campeão do mundo resolveu inverter a lógica. Além de manter todos os titulares que conquistaram o título no Japão, o Corinthians já investiu R$ 60 milhões em contratações.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Para alegria do técnico Tite, a diretoria alvinegra fechou com o atacante Alexandre Pato (ex-Milan), o meia-atacante Renato Augusto (ex-Bayer Leverkusen) e o zagueiro Gil (ex-Valenciennes). Apesar das altas cifras investidas para qualificar o time, o clube do Parque São Jorge não fechou o cofre.

Divulgação/Corinthians
Pato assinou por quatro anos com o clube

O Corinthians ainda sonha com a possibilidade de tirar Dedé do Vasco. Por causa das dificuldades financeiras, o clube carioca corre o risco de perder o melhor zagueiro do futebol brasileiro.

Leia mais: Tite é eleito o 5º melhor técnico do mundo de 2012 pela IFFHS

“O ciclo no Corinthians vai de julho a julho. Por isso, afirmo que nenhum jogador titular será negociado até o final da Libertadores. Precisamos ter um elenco numeroso e de qualidade. Não tem sentido eu falar que preciso reforçar, correr atrás de novas peças e negociar quem está aqui”, disse Mário Gobbi, presidente do Corinthians.

Após conquistar a Copa Libertadores e o Mundial de Clubes da Fifa, o cartola destacou a importância de o Corinthians começar a temporada com um time ainda mais forte. “Fizemos um 2012 incrível, com talvez as maiores conquistas dos 102 anos da história do Corinthians. Mas agora vem a parte mais difícil: manter-se no topo. Temos a consciência plena de que as conquistas passadas são muito valiosas, mas não nos satisfazem”, explicou.

Veja também: Corinthians aposta em desespero do Vasco por pechincha com Dedé

Clube que mais arrecada no continente, o Corinthians fechou 2012 com uma receita de R$ 320 milhões. Com tanto dinheiro, a diretoria conseguiu manter o elenco e investir pesado em contratações. Dos jogadores que entraram em campo no Mundial da Fifa, apenas Martinez está de saída do clube. Insatisfeito com a reserva, o argentino pediu para ser negociado com o Boca Juniors e foi atendido. 

Alessandro, capitão do Corinthians, ergue a taça do Mundial de Clubes, ao lado de seus companheiros. Foto: AFPPaolo Guerrero sai para festejar seu gol diante do Chelsea. Foto: Getty ImagesDe outro ângulo, Guerrero sobe para marcar o gol do título do Corinthians. Foto: ReutersGuerrero sobe de cabeça para fazer o gol do Corinthians, observado por Ramires. Foto: Getty ImagesJogadores do Corinthians posam antes da final do Mundial de Clubes, quando venceu o Chelsea por 1 a 0. Foto: Getty ImagesTorcida do Corinthians na quadra da Gaviões da Fiel vai à loucura após o gol de Guerrero, diante do Chelsea. Foto: APO peruano Guerrero tenta arremate, bloqueado por zagueiro do Chelsea, durante a final em Yokohama. Foto: AFPO goleiro Cássio salva em cima da linha, observado por Chicão, Moses e Cahill. Foto: ReutersDavid Luiz discute com o técnico Tite após uma jogada mais dura do zagueiro do Chelsea. Foto: Getty ImagesTorcedores do Corinthians lotam a quadra da torcida organizada Gaviões da Fiel, acompanhando a final do Mundial de Clubes. Foto: APChicão consegue cortar a bola e evita chute de Hazard. Foto: AFPO espanhol Fernando Torres encara a marcação de Jorge Henrique e Paulinho. Foto: AFPO lateral corintiano Alessandro rebate a bola e evita ataque de Fernando Torres. Foto: AFPJogadores de Corinthians e Chelsea ficam perfilados antes de entrar em campo em Yokohama. Foto: Getty ImagesTorcedor corintiano apóia o time durante a final contra o Chelsea, em Yokohama. Foto: ReutersBandeira do Corinthians sendo vendida na porta do estádio. Ela custa 1.000 ienes, cerca de R$ 24. Foto: Bruno Winckler / iGEscadaria do estádio de Yokohama tomada de corintianos antes da partida contra o Chelsea. Foto: Bruno Winckler / iGCorintianos tomaram conta da "Fan Fest", espaço reservado pela Fifa aos torcedores. Foto: Bruno Winckler / iGJaponês fã do Chelsea. Ele tem Gianfranco Zola como ídolo. O ex-jogador italiano é um ícone para os torcedores do time inglês do tempo das "vacas magras" pré-Abramovich. Foto: Bruno Winckler / iGFaixa para Ronaldo levada pelos torcedores do Corinthians para o Japão. Foto: Bruno Winckler / iG

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas