Presidente do Palmeiras durante a queda para a Série B do Brasileirão se manifestou por meio de nota no site oficial do clube

O presidente do Palmeiras na campanha do rebaixamento no Brasileiro do ano passado finalmente abriu mão de tentar a reeleição. Se na sexta-feira o gerente de futebol César Sampaio dizia ainda não ter ouvido de Arnaldo Tirone sua decisão de não se candidatar, agora o mandatário até convocado os postulantes a seu cargo para uma reunião.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Arnaldo Tirone, presidente do Palmeiras
Gazeta Press
Arnaldo Tirone, presidente do Palmeiras

Tirone se manifestou por meio de uma nota no site oficial do clube. O dirigente, mais uma vez, reforçou seu desejo de se encontrar com presidenciáveis, mas agora admitiu que a intenção é ajudar na passagem de comando, já que as eleições estão marcadas para o dia 21.

Leia mais: Valdivia nega salário de R$ 500 mil e cita sua importância na Copa do Brasil

“O presidente Arnaldo Tirone vai convocar os candidatos à presidência do Palmeiras para exercício do biênio 2013/14, em eleição que vai acontecer em 21 de janeiro deste ano, para conhecer os setores considerados estratégicos do clube: futebol, marketing e jurídico. A intenção do presidente palmeirense é apresentar o atual status de cada departamento e encerrar seu mandato visando agilizar o processo de transição para a próxima gestão”, diz o comunicado.

O presidente já tinha dado entrevistas assegurando que não seria candidato, mas internamente tinha um discurso um pouco diferente. A amigos e até a dirigente, como Sampaio, o mandatário afirmava somente “não ter segurança” para buscar mais um mandato, que passou a ficar fora de seus planos no fim do ano passado.

Sem Tirone, o pleito deve ser somente entre Paulo Nobre e Décio Perin. Ambos têm reclamado da falta de acesso a informações dos principais departamentos do Verdão e a esperança é de que o atual presidente cumpra sua promessa, dando detalhes do que um dos dois encontrará ao assumir o cargo.

Tirone assumiu a presidência em janeiro de 2011 e foi campeão da Copa do Brasil no ano passado tendo como trunfo aguentar a pressão e manter Luiz Felipe Scolari. Em setembro, demitiu o treinador e o time foi rebaixado, fazendo-o desistir de tentar a reeleição.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.