Justiça condena Danilo, ex-Palmeiras, a um ano de prisão por racismo

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Sentença determina que o jogador cumpra pena em regime aberto, mas punição pode ser substituída pelo pagamento de 500 salários mínimos

Getty Images
Zagueiro Danilo, atualmente na Udinese, da Itália

O zagueiro Danilo, atualmente na Udinese, da Itália, foi condenado a um ano de prisão por crime de racismo. A sentença foi proferida pela 18ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, referente a um incidente de 2010 envolvendo Danilo, então no Palmeiras, e o zagueiro Manoel, do Atlético-PR.

Leia mais: Arnaldo Tirone desiste de concorrer à reeleição no Palmeiras

Danilo foi condenado a cumprir um ano de reclusão em regime aberto e a pagar multa. Porém, como o jogador é réu primário, a pena de prisão pode ser substituída pelo pagamento de 500 salários mínimos, valor a ser destinado a uma instituição assistencial. A defesa do jogador ainda pode recorrer.

Veja ainda: Boateng é vítima de racismo, e Milan se retira de partida amistosa

O incidente aconteceu na partida entre Palmeiras e Atlético-PR, no dia 15 de abril de 2010, pela Copa do Brasil. Após o jogo, que terminou 1 a 0 para o time paulista, Manoel compareceu à delegacia e prestou queixa contra Danilo. O atleticano acusou o então palmeirense de chamá-lo de "macaco" e de cuspir em seu rosto, cena captada pelas câmeras de televisão.

Leia tudo sobre: palmeirasudineseitáliafutebol mundialracismo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas