Jogador de 28 anos tem parada cardíaca e morre durante treino no RN

Por iG São Paulo * | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Volante Neto Maranhão, que foi contratado para defender o Potiguar, chegou a ser socorrido, mas morreu quando era levado para o hospital

Divulgação
Neto Maranhão morreu nesta quarta-feira, por causa de um ataque cardíaco, em pleno treino

O volante Neto Maranhão, ex-jogador do Santa Cruz, faleceu na manhã desta quarta-feira em decorrência de uma parada cardio-respiratória, durante o treino do Potiguar de Mossoró, em um hotel na cidade de Mossoró, a 285 quilômetros de Natal-RN. O jogador chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Segundo informações da imprensa local, os jogadores do Potiguar não foram submetidos atestes capazes de detectar problemas cardíacos antes do início da pré-temporada e, no momento em que o jogador começou a se sentir mal, não havia médico no campo de treinamento.

O jogador, que tinha 28 anos, já havia vestido as camisas de times como Treze, Corinthians-RN, Santa Cruz, Monte Azul, Petrolina, Campinense e Salgueiro. Ele era uma das principais estrelas do Potiguar para a disputa do Campeonato Estadual.

Revelado pelo Maranhão, o volante teve rápida passagem pelo Náutico em 2009. No ano seguinte, foi contratado pelo América-MG. Neto Maranhão completaria 29 anos no próximo dia 18.A diretoria do Potiguar de Mossoró estaria estudando a possibilidade de pedir o adiamento da estreia do time no Campeonato Estadual, que está marcada para o dia 13, contra o Potyguar CN, no Estádio José Bezerra, às 17 horas.

Confira a nota publicada pelo clube em seu site oficial:

“O Potiguar de Mossoró está de luto pelo falecimento do atleta Roque Alves de Lima Neto (Neto Maranhão), de 28 anos, natural de São Domingos MA.

O jogador faleceu na manhã desta quarta-feira, 9. Neto Maranhão era um dos destaques do atual elenco, além de ser um dos líderes do grupo alvirrubro.

A Diretoria da Associação Cultural e Desportiva Potiguar de Mossoró divulgará em breve mais detalhes em uma outra”.

Veja as personalidades do esporte que morreram em 2012

O jogador Alex Alves morreu no dia 14/11, em Jaú (SP). Ele morreu de falência múltipla dos órgãos, após transplante de medula. Foto: Futura PressO boxeador cubano Teófilo Stevenson, tricampeão olímpico, morreu de infarto do miocárdio no dia 11 de junho. Foto: Getty ImagesA bodyboarder Elizabeth Pereira morreu vítima de tumor cerebral no dia 26 de outubro. Foto: Arquivo pessoalJovan Belcher, jogador do Kansas City Chiefs, se matou após matar a namorada. Foto: Getty ImagesEduardo Maiorino não resistiu ao ataque cardíaco. No MMA, ele perdeu para Junior Cigano. Foto: ReproduçãoTed Boy Marino, astro da luta livre nos anos de 1960 e 70, morreu em 27 de setembro, por complicações de uma cirurgia de trombose. Foto: ReproduçãoFélix, ex-goleiro da seleção brasileira, morreu no dia 26/8, em São Paulo, vítima de efisema pulmonar. Foto: Gazeta PressEmanuel Steward, treinador de Evander Holyfield e Oscar de la Hoya, morreu aos 68 anos . Foto: ReproduçãoDavid Henrique Meira, jogador de basquete da base do Brasília, morreu após ser atingido pela tabela. Foto: DivulgaçãoEduarda Mello Queiroz, de 17 anos, morreu em acidente de carro no Espírito Santo. Foto: Futura PressRashid Yekini, que marcou o primeiro gol nigeriano em Copas, em 1994,  faleceu aos 48 anos. Foto: Getty ImagesCorrie Sanders (esq.) morreu em setembro após ser baleado durante um assalto. Foto: Getty ImagesSergei Ovchinnikov, treinador da seleção feminina de vôlei da Rússia na Olimpíada de Londres-2012, foi encontrado morto. Foto: vldinamo.comEx-boxeador Héctor Camacho morreu no dia 24/11, após levar um tiro no rosto três dias antes. Foto: Getty ImagesMedalhista olímpico no salto triplo, Nelson Prudêncio morreu no dia 23/11, vítima de câncer. Foto: Bruno Miani/CBAtSid Watkins, médico da F-1 até 2005, morreu no dia 12 de setembro, aos 84 anos, de causa não divulgada. Foto: ReproduçãoMilton Teixeira, ex-presidente do Santos, morreu em 10 de setembro, por falência múltipla de órgãos. Foto: Gazeta PressRuço, que marcou um gol na semifinal do Brasileiro de 76, contra o Fluminense, morreu em 1º de setembro, vítima de um AVC. Foto: Gazeta PressRoberto Moreno, observador técnico de Abel Braga no Fluminense, morreu em 21 de agosto, vítima de insuficiência respiratória. Foto: DivulgaçãoO ex-treinador Jorge Vieira morreu em 24 de julho, vítima de infarto. Foto: Gazeta PressO treinador espanhol Manuel Preciado morreu em 7 de junho, após infarto fulminante. Foto: APAlexander Dale Oen, ouro nos 100 m peito no Mundial de Xangai/2011, morreu de parada cardíaca no dia 30 de abril, após um treino. Foto: Getty ImagesJohnny Tapia (à esq.), campeão mundial em três categorias diferentes, foi encontrado morto no dia 28/5. A causa da morte não foi revelada. Foto: APO ex-treinador Chico Formiga, campeão pelo Santos, em 78, e pelo São Paulo, em 81, morreu em 22 de maio, após infarto do miocárdio. Foto: Gazeta PressA venezuelana Veronica Gomez jogava vôlei no Azebaijão, mas estava no seu país quando não resistiu a uma parada respiratória, em 14 de abril. Foto: ReproduçãoPiermario Morosini, da equipe do Pescara, recebe atendimento após sofrer ataque cardíaco em campo, em 14 de abril. Foto: Getty ImagesAirton Ferreira da Silva, o Airton Pavilhão, foi o maior zagueiro da história do Grêmio e morreu de infecção generalizada em 3 de abril. Foto: DivulgaçãoBovolenta, prata pela seleção de vôlei da Itália em 1996, sofreu um ataque cardíaco em 24 de março. Foto: Divulgação


Leia tudo sobre: PotiguarNeto MaranhãoMorte

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas