Exaltado por Marin, Del Nero afirma estar preparado para presidir a CBF

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

“Se eu for chamado, estou preparado para assumir. Acho que tenho condições”, disse o presidente da Federação Paulista de Futebol

O presidente da Federação Paulista de Futebol, Marco Polo Del Nero, deu mais uma demonstração de sua força nos bastidores do esporte nacional. Nesta quarta-feira, a sede da FPF recebeu representantes de diversas federações, que acertaram o patrocínio da Chevrolet em seus respectivos estaduais. No papel de anfitrião, o mandatário paulista foi exaltado pelo presidente da Confederação Brasileira de Futebol, José Maria Marin, que o apontou como um “bom nome” para a próxima eleição da CBF (deve ser realizada em 2014).

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Gazeta
Marco Polo Del Nero se diz preparado para presidir a CBF

“Ainda é muito cedo para tratarmos do processo sucessório, mas, sem dúvida, ele é um bom nome e tem todo o direito de ser candidato”, afirmou Marin, pouco depois de ter classificado Del Nero como o “grande dirigente” da história da Federação Paulista.

Leia mais: Com Brasil como favorito, Sul-Americano sub 20 começa com filhos da "geração 94"

O atual presidente da CBF tem como origem a própria FPF e, desde que assumiu o cargo devido à saída de Ricardo Teixeira, vem tendo Del Nero como principal aliado. Em meio aos elogios, o mandatário paulista ainda não confirmou sua candidatura, mesmo demonstrando vontade deconcorrer.

“Temos de respeitar primeiramente o presidente da Confederação. A partir de quando for aberto o processo sucessório, é outra história. Para ser candidato, você precisa ter apoio. Se eu tiver apoio...”, desconversou, antes de acrescentar. “Se eu for chamado, estou preparado para assumir. Acho que tenho condições”.

O principal nome que pode surgir como oposição é do ex-presidente corintiano e ex-diretor de Seleções, Andrés Sanchez, que deixou a CBF por divergências com a atual cúpula. Porém, mesmo quando questionado sobre o possível oponente nas urnas, Del Nero desconversa e não fala diretamente sobre a disputa.

“Qualquer um pode ser candidato. Você (repórter), ela, todos aqui”, esquivou-se, apontando para as pessoas que estavam ao seu redor. Enquanto explica que aguarda apoio para ser candidato, Del Nero foi o anfitrião de evento que contou com representantes das federações de Paraná, Sergipe, Santa Catarina, Tocantins, Maranhão, Rondônia, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Piauí, Acre, Goiás, Ceará, Rio Grande do Sul, Bahia e Rio Grande do Norte.

Dos estados que fecharam o acordo com a montadora, apenas Minas Gerais, Paraíba, Amazonas e Alagoas não enviaram dirigentes ao evento.

Leia tudo sobre: cbfmarco polo del nerojosé maria marín

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas