Atacante argentino e meia peruano estão de saída do clube. Em contrapartida, o zagueiro do Valenciennes deverá ser anunciado

Martínez está perto de se transferir para o Boca Juniors
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Martínez está perto de se transferir para o Boca Juniors

O Corinthians tem uma série de negociações de transferência bem perto do fim. A contratação do zagueiro Gil, do Valenciennes, está bem encaminhada, assim como as partidas de Martínez, Ramírez e Vitor Júnior para diferentes destinos.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Após férias no Brasil, Gil nem voltou para a França, mas as tratativas acabaram se arrastando um pouco mais do que o esperado. Aceita a proposta de 3,5 milhões de euros (R$ 9,4 milhões), restam definições sobre a forma de pagamento pelo zagueiro.

“O processo está se finalizando, faltam detalhes a ser resolvidos. São tratativas do departamento jurídico, porque uma parte não será paga à vista. Então, tem que ter garantia. Os valores estão acertados, toda a parte comercial está feita”, disse o diretor de futebol do clube, Roberto de Andrade.

Também perto da conclusão, mas um pouco atrás, está a conversa com o Boca Juniors envolvendo Martínez. Um advogado do clube argentino chegará a São Paulo nesta quarta-feira na tentativa de fechar o acordo que levará o atacante a Buenos Aires.

Ainda não está definida a porcentagem do jogador com a qual ficará o Boca. Atualmente, os direitos econômicos estão divididos da seguinte forma: 75% do Corinthians, 25% do pai do atleta, Carlos Martínez. E o clube brasileiro quer vender toda a sua parte, não só os 50% pelos quais os argentinos oferecem US$ 3 milhões (R$ 6,1 milhões).

Quanto a Ramírez, que vem treinando no CT do Parque Ecológico, a transferência está praticamente certa. O Corinthians só precisa fazer o ajuste acordado na assinatura do contrato, baseado na cotação do dólar, antes de emprestar o meia peruano à Ponte Preta.

Vitor Júnior é outro que está de saída. De volta de um período de empréstimo no Botafogo, o meia nem se apresentou para a pré-temporada de 2013 porque já tem tudo certo para defender o Internacional. “É uma questão de troca de papéis entre advogados”, explicou Roberto de Andrade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.