Jornal "The Sun" contou nessa sexta-feira a história de Burly Richard Allen, que virou Becci e fará cirurgia de mudança de sexo

Burly Richard Allen trocou as brigas de torcida pelos vestidos e bares com amigas
Reprodução
Burly Richard Allen trocou as brigas de torcida pelos vestidos e bares com amigas

Aos 36 anos, Burly Richard Allen passa por uma das mudanças mais drásticas que alguém pode ter. Há quatro anos, o ex-hooligan decidiu abandonar os jogos de futebol e, principalmente, as brigas com torcedores adversários para realizar algo que queria desde a infância: revelar seu lado feminino e virar uma mulher. A história apareceu nesta sexta-feira no jornal inglês The Sun .

Leia também: Mancini diz que confusão com Balotelli não foi "nada de especial'

Agora conhecido como Becci, o ex-brigão diz que a violência era uma maneira de manter reprimida sua verdadeira personalidade e, embora confesse que "foi muito divertido bater nos suecos", se diz arrependido da vida que levava. Ele passava todos os fins de semana arrumando brigas contra adversários do seu time, o Exeter City, ou da seleção inglesa.

"Eu costumava bater nas pessoas, estava lutando para esconder algo que eu queria ser. Eu passei muito tempo tentando suprimir isso e caber dentro de mim, estava tentando me conformar com a forma masculina e isso me fez ter uma vida infeliz", disse.

Cristiano Ronaldo ignora boatos e declara amor ao Manchester United

Antes da mudança, iniciada aos 32 anos, Allen era casado. Ele também tem uma filha, atualmente com 11 anos. Quando revelou sua nova personalidade, diz que a esposa foi compreensiva, mas depois de pouco tempo o abandonou. Ele(a) quer voltar a frequentar jogos do Exeter e da Inglaterra, mas agora sem brigas.

História do hooligan que virou mulher foi divulgada pelo jornal inglês The Sun
Reprodução
História do hooligan que virou mulher foi divulgada pelo jornal inglês The Sun

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.