Após um ano de inatividade, Fabrício ainda se considera novato no São Paulo

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Finalmente livre das lesões, volante agradece apoio e espera agora conseguir se firmar no time de Ney Franco

Vipcomm
Fabrício, volante do São Paulo

O volante Fabrício chegou ao São Paulo no começo de 2012, mas ainda se considera novato no clube. Por ter tido um ano marcado por seguidas lesões, ele disputou só quatro jogos. Recuperado e com ânimo renovado, o jogador espera começar bem a temporada, superando as críticas de que vive entregue ao departamento médico.

Feliz com a volta de Fabrício? Deixe seu comentário

"Honestamente o último ano não existiu pra mim. Não posso contar 2012 como um ano de atleta profissional, então prefiro esquecer. Ainda pelo Cruzeiro disputei a temporada de 2011 e agora estou me preparando para estrear pelo São Paulo em 2013", disse ao site oficial do time, contando, porém, que sempre recebeu muito apoio.

"Desde o presidente até o funcionário mais simples. Quando saio nas ruas é a mesma coisa, com o torcedor me incentivando e dizendo que conta com o meu retorno. São coisas simples, mas que representam muito pra mim. Isso me motiva demais, me anima a buscar meu espaço. Até mesmo para apagar as críticas de alguns que dizem que estou bichado", comentou.

Sincero, o ex-cruzeirense admite que, em razão dos horários diferentes de trabalho, não conseguiu interagir com o restante do elenco da maneira que gostaria. Por ter ficado um semestre em recuperação de cirurgia no joelho esquerdo, ele nem tem mais um número de camisa.

"É complicado pensar assim, mas infelizmente é o que sinto. Gosto de todos e todo mundo me trata super bem, mas ainda não consegui me sentir inteiramente parte do grupo, estar presente, conquistar meu espaço, sabe? Na fisioterapia você tem outro horário, outro trabalho, outra rotina, é complicado interagir", reconheceu.

Livre de dores no joelho, Fabrício diz que só passará no Reffis (Núcleo de Reabilitação Esportiva Fisioterápica e Fisiológica) para cumprimentar fisioterapeutas e realizar fortalecimento muscular. Ou, em outras palavras, "conseguir ajudar o clube dentro de campo".

Leia tudo sobre: São PauloFabrício

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas